Feliz aniversário de 45 anos, internet!

Feliz aniversário, internet! Você pode estar completando 45 anos, mas continua com um corpinho de 30. Decidimos comemorar seu aniversário compartilhando algumas fotos da sua infância – ou, mais precisamente, algumas das suas ultrassonografias.

>>> Esta é a sala onde nasceu a internet

Como definimos o que foi a invenção da internet? É uma questão que acadêmicos e historiadores debatem há décadas. Ela começou com o nascimento da web? Ou com a adoção do protocolo TCP/IP? Podemos usar qualquer um desses acontecimentos como ponto de partida. Mas um momento seminal na criação da internet não pode ser negado: a primeira conexão host-a-host da ARPANET entre a Universidade da Califórnia em Los Angeles (UCLA) e a Universidade de Stanford, ambas nos EUA, no dia 29 de outubro de 1969 – às 22h30, no horário local.

Como sabemos o tempo exato? É que temos um documento deste evento histórico. Abaixo, o registro do IMP (Processador de Mensagens de Interface) que marcou que às 22h30 os pesquisadores da UCLA, através de seus computadores, “falaram com o Instituto de Pesquisa de Stanford (SRI), host a host”. Este registro era o que os pesquisadores usavam para documentar o progresso conforme eles construíam e conectavam as tecnologias fundamentais que viriam a definir nossa infraestrutura tecnológica moderna.

Registro da primeira mensagem enviada pela ARPANET

O SRI na imagem acima é em referência ao computador de Stanford, um SDS 940. A equipe da UCLA estava falando com aquele computador a partir de Los Angeles usando um computador SDS Sigma 7. A distância entre os dois laboratórios é de aproximadamente 550 km.

Na foto abaixo, vemos um grupo de pesquisadores por volta de 1970 próximos a um teletipo que repassava dados da ARPANET. William Naylor é o mais à esquerda.

Fotografia da sala 3420 Boelter Hall, na UCLA

Abaixo, uma imagem da sala 3420 Boelter Hall da UCLA, de onde a primeira mensagem da ARPANET foi enviada:

Fotografia da sala 3420 Boelter Hall, na UCLA

A história da primeira mensagem enviada pela internet é meio que um acidente feliz. O computador da UCLA estava conectado ao computador de Stanford e as duas equipes falavam ao telefone no momento histórico. O pesquisador Bill Duvall, da UCLA, digitou “L” e perguntou pelo telefone “vocês receberam o L?”. Sim, eles receberam o L. Ele então digitou O. “Vocês receberam o O?”, ele perguntou. Eles receberam o O. Depois ele digitou G. “Vocês receberam o G?”. Não, o computador travou. Ele estava tentando digitar LOGIN. Mas so conseguiu mandar um LO, fazendo com que a primeira mensagem enviada pela ARPANET na história tenha sido simplesmente um “LO”.

Um dos pais fundadores da internet, Leonard Kleinrock, adora contar essa história. Tive o prazer de participar de uma excursão pela sala onde a primeira mensagem foi enviada no 3420 Boelter Hall da UCLA logo após me mudar para Los Angeles. Esta sala foi restaurada para lembrar os primórdios da computação (com teletipos, o IMP original e mesas dos anos 60) e visitantes do campus da UCLA podem visitar a sala histórica.

Mas vamos voltar um pouco mais no tempo. Abaixo temos um artigo da edição de 15 de julho de 1969 do Daily Bruin (jornal de estudantes da UCLA) anunciando que a ARPA estava trabalhando com computadores em rede no campus. “Computadores do país ligados aqui primeiro”, dizia a manchete. Não havia indicação nenhuma da revolução da internet que estava para chegar.

sala internet (4)

Talvez aqui as analogias de bebês e ultrassonografias comecem a ficar um pouco constrangedoras. A foto abaixo é meio que o exato momento da concepção. A fotografia mostra a entrega do computador SDS Sigma 7 ao Boelter Hall na UCLA, por volta de 1967.

O computador SDS Sigma 7 chegando á UCLA

Era mais fácil abrir um buraco a parede e usar uma empilhadeira para erguê-lo do que desconectar os componentes do computador. Mas o computador sozinho não foi o que fez a computação em rede possível. Eles precisavam de IMPs, que podemos dizer que eram como modens com o tamanho de refrigeradores.

Não apenas temos fotos da infância da internet, como também temos do que consideramos serem as marcações na porta para medir o crescimento dessa rede ao longo dos anos: os mapas da ARPANET. O GIF abaixo mostra o crescimento da rede entre 1969 e 1989.

A ARPANET entre 1969 e 1989

Historiadores nerds da internet continuarão brigando para saber quem deve levar os créditos pelo nascimento “verdadeiro” da internet. Mas independentemente de qual seja o seu lado nessa disputa, você pode admitir que essas fotos da infância da internet são bem bacanas. O que quero dizer é que se alguém negar o papel da ARPANET na história da internet (e algumas pessoas surpreendentemente negam), essa pessoa deve odiar bebês.

Abaixo, uma placa da IEEE na UCLA comemorando o local de nascimento da internet:

sala internet (11)

Feliz aniversário, internet! Não sei o que seria de mim sem você. Bem, eu provavelmente estaria fazendo algo mais produtivo.

Imagens: Cortesia de KCIS da UCLA

Artigo anterior Oppo R5 é um smartphone com apenas 4,85mm de espessura
Próximo artigo E se as eleições no Brasil adotassem o mesmo sistema dos Estados Unidos?
Fechar