Pesquisadores de Singapura no Instituto de Bioengenharia e Nanotecnologia descobriram uma maneira de converter dióxido de carbono em metanol biocombustível – que queima de forma limpa – usando um processo seguro e não-tóxico. Será que a humanidade derrotou o chefão final de Aquecimento Global?

A descoberta científica foi impressa na renomada revista de química Angewandte Chemie, que considera a revelação “altamente importante”. De acordo com o Gizmag, “cientistas conseguiram fazer com que o dióxido de carbono reagisse com um catalisador orgânico estável chamada carbeno N-heterocíclico (NHC) sob condições amenas em ar seco”. Depois disto, uma pitada de sílica e um toque de hidrogênio são acrescentados, onde então a mistura toda é sujeita à hidrólise para produzir o metanol.

A parte mais promissora é que este NHC é um gás supostamente abundante. Então esperamos ver isto avançar logo do estágio da ideia. [Gizmag]