Após anúncio do jogo de Avatar, Disney conta por que Star Wars ficou de fora da E3

A Ubisoft atualmente toma conta de duas grandes propriedades cinematográficas da Disney, mas somente uma delas teve a devida atenção durante a apresentação no último sábado (12)

Divulgação

Sabe-se que a desenvolvedora sueca Massive Entertainment, responsável pelos jogos Tom Clancy’s The Division, está cuidando de um game de mundo aberto no universo de Star Wars, que será publicado (ainda sem previsão) pela Ubisoft. O anúncio do começo do ano foi breve, sem detalhes palpáveis sobre o game. Esperava-se por novidades na E3, mas não vimos nada.

A surpresa da Ubisoft foi Avatar: Frontiers of Pandora, revelada no último sábado (12) durante a conferência, foi possível termos uma melhor noção do nível de realismo do motor gráfico Snowdrop – que também será a base de Star Wars. E isso só aumentou as expectativas para o futuro jogo, que ficou de fora da conferência.

As propriedades da Disney tiveram mais informações divulgadas hoje por Sean Shoptaw, vice-presidente do setor de games da Walt Disney Company. Em entrevista à IGN, ele disse que a empresa não quis correr com a produção do jogo de Star Wars, sendo melhor aguardar pela oportunidade certa.

“Acho que é fácil querer agir rapidamente, especialmente quando sabemos que há demanda, mas precisamos ser disciplinados também quando fazemos essas coisas e com quem as fazemos.”

O mais perto que tivemos de um jogo deste escalão foi o recente Star Wars Jedi: Fallen Order de 2019, um RPG com quebra-cabeças no estilo metroidvania (comparável, mas não sinônimo do conceito de “jogo de mundo aberto”). Shoptaw diz que o interesse por um Star Wars de mundo aberto existe há tempos, mas que aguardavam pelo “parceiro certo” como forma de evitar erros com o game.

A base de fãs de Star Wars é um agravante que deve ser levado em consideração ao projetar um game situado neste universo. Em 2017 a Electronic Arts  tentou implementar o sistema de loot boxes no jogo Battlefront II e o saldo foi uma enxurrada de críticas – e o comentário mais negativado da história do Reddit.

A EA não tem mais exclusividade do universo Star Wars desde então, mesmo que ainda prossigam com seus títulos. Vale lembrar que a dupla recente dos jogos Battlefront, reboot da franquia, teve mais de 30 milhões de cópias vendidas.

A pior coisa que poderíamos fazer é errar, e fazer do nosso jeito, que não ressoe com os fãs ou não chegue até esta barra. E então certamente sentimos que a espera valerá a pena“, ele prossegue na entrevista à IGN.

Como Frontiers of Pandora foi anunciado agora e já tem uma vaga data de lançamentovpara 2022, podemos pressupor que o jogo de Star Wars da Ubisoft deverá ser lançado no mínimo em 2023.

[IGN]

Sair da versão mobile