A primeira novidade do keynote de abertura da Apple na WWDC é a confirmação do rumor mais forte — descontando o iOS 6 que perdeu o status de rumor anteontem. Todos os notebooks da empresa, as linhas MacBook Air e MacBook Pro, foram atualizados — e um novo membro surgiu.

As mudanças, porém, são incrementais — nada de alterações drásticas ou na estrutura/visual dos portáteis. Apenas as entranhas, melhorias que já eram esperadas.

O MacBook Air ganhou processadores Intel Core i de terceira geração, aka Ivy Bridge (até Core i7 de 2 GHz), portas USB 3.0 (duas, uma de cada lado) e uma bem-vinda atualização na Facetime, agora com resolução de 720p. O modelo de 11″ começa em US$ 999 e o de 13″ vai até US$ 1.499.

O MacBook Pro tradicional ganhou basicamente os mesmos recursos, tendo como extra a placa de vídeo GeForce GT 650M nos modelos de 15″ e processadores mais potentes (até Core i7 de 2,7 GHz).

Os quatro modelos já podem ser comprados a partir de hoje lá fora. Há ainda um novo, a nova geração do MacBook Pro, mais fino, leve e com Retina Display. Confira tudo sobre ele neste post.

Em desenvolvimento.