O bug que permitia infectar iPhones com malware usando um carregador modificado enfim foi corrigido pela Apple. Bom! Mas você só receberá a correção com o iOS 7. A Apple foi alertada sobre a brecha de segurança no início do ano, e o hack foi demonstrado na convenção Black Hat nesta quarta-feira.

A Apple disse à Reuters que a correção na verdade está no último beta do iOS 7. Portanto, quem não for desenvolvedor terá que esperar até que o iOS 7 seja lançado oficialmente – provavelmente em setembro – para resolver o bug.

O hack funcionava desta forma: usando o BeagleBoard (foto acima), um pequeno computador com Linux, era possível injetar malware em dispositivos Apple. Dessa forma, é possível controlá-los de forma remota e roubar informações confidenciais. O método não exige jailbreak nem interação do usuário; e o Beagleboard custa apenas US$ 45.

Este carregador modificado tem o tamanho de um cartão de crédito, então é bem maior que o carregador oficial da Apple e não se parece com ele. Mas e se fosse miniaturizado? Melhor eliminar essa dor de cabeça antes que o bug virasse um problema real.

Após a atualização para o iOS 7, se você conectar esse carregador modificado ao iPhone, ele exibirá uma mensagem para alertar que você está conectando o aparelho a um computador, não a um carregador de bateria. A Apple não diz se corrigirá o bug nos dispositivos que permanecerão no iOS 6. [Reuters]

Foto por Tim Lossen/Flickr