A Apple enviou aviso a desenvolvedores sobre uma nova iniciativa chamada Developer ID, que vai combater malware no OS X com o novo Gatekeeper do Mountain Lion. A ideia é manter os usuários, nós, seguros. Mas este poderia ser um passo em direção a um futuro onde a Apple decide o que você pode instalar no seu Mac?

Eis a carta que os desenvolvedores receberam da Apple:

A Mac App Store é o lugar mais seguro para usuários obterem software para seu Mac, mas nós também queremos proteger os usuários quando eles baixam aplicativos de outros lugares. O Developer ID é uma nova forma de ajudar a evitar que os usuários instalem malware em seus Macs. Além do Gatekeeper, uma nova função do Mountain Lion, assinar aplicativos com seu certificado Developer ID fornece aos usuários a confiança que seu aplicativo não é malware e não foi adulterado.

Prepare seus aplicativos para o Gatekeeper hoje mesmo. É fácil começar com o Developer ID usando as ferramentas de pedido automatizado de certificado no Xcode 4.3 ou no Developer Certificate Utility.

O Developer ID é ostensivamente uma forma para os desenvolvedores obterem o selo de aprovação da Apple sem ter que distribuir seu programa via Mac App Store. É isso mesmo, a menos que seja usado para algo mais importuno.

Quando o Mountain Lion foi anunciado, muita gente começou a questionar o Gatekeeper – a nova ferramenta que pode restringir a instalação de aplicativos apenas aos que foram baixados na Mac App Store – e o que ele significa para o futuro de distribuição de apps para o OS X. Estamos rumando para um futuro onde os únicos apps que você pode instalar em seu Mac são analisados e escolhidos pela Apple? Bem, ainda não. Mas com certeza parece o caminho que estamos trilhando. E o Developer ID se encaixa bem nesse possível plano.

Não é só o Gatekeeper. A Apple também atualizou os termos de serviço da Mac App Store para ser mais agressiva em “isolar” apps (através de sandboxing) como uma medida de precaução. Isto significa, basicamente, que os apps vendidos pela Mac App Store podem ser agressivamente limitados na forma em que interagem com o restante do seu computador: programas bastante integrados, como Dropbox e Growl, ou dezenas de outros que são clássicos no OS X. E apesar de isso não quebrar permanentemente os apps, eles vão precisar de permissões maiores para funcionar como funcionam hoje. Permissões que podem – um dia – depender de um Developer ID.

Sim, tudo isto é especulativo: se uma empresa popular e com fama de ter mão de ferro fosse apresentar o início de um futuro no qual: 1) ela controla quais apps estarão disponíveis; 2) quem tem permissão para fazê-los e 3) o que os apps podem fazer, seria mais ou menos assim. [Apple via 9to5mac]