Existem duas coisas muito difíceis nesta vida: superar grandes expectativas e bater com as previsões de analistas financeiros. A Apple divulgou seus resultados relativos ao terceiro trimestre do ano fiscal de 2012 agora pouco e… bem, ficou aquém das previsões. O que, nem de longe, é algo tão ruim quanto possa parecer.

Em números absolutos, a Apple faturou US$ 35 bilhões, com lucro de US$ 8,8 bilhões. O lucro por ação foi de US$ 9,32, abaixo da previsão dos analistas de US$ 10,37.

Nesses últimos três meses a Apple teve apenas um grande lançamento, o MacBook Pro com tela Retina. Seus Macs venderam, no período, 4 milhões de unidades — mesma quantidade vendida no segundo trimestre. O iPhone, que está em um período de “entressafra”, quando muita gente segura o cartão de crédito no bolso na espera do novo modelo que deve ser anunciado em breve, vendeu 26 milhões de unidades, menos que as 35 milhões do penúltimo trimestre.

A grande surpresa foi o iPad, que bateu recorde de vendas: 17 milhões, aumento de 44% em relação às vendas do segundo trimestre fiscal de 2012. A combinação do novo iPad com o iPad 2 mais barato, a US$ 399, parece ter surtido um efeito muito positivo.

Aproveitando o ensejo, Tim Cook anunciou para amanhã, 25 de julho, o lançamento do Mountain Lion, nova versão do OS X. A exemplo do seu antecessor, ele será disponibilizado com exclusividade via download pela Mac App Store, só que dessa vez a um preço ainda mais camarada, de US$ 19,99. O Mountain Lion traz mais de 200 novidades, várias delas herdadas do iOS. Já comentamos algumas aqui e aqui. [Apple via The Verge, 9to5Mac. Imagem: Tiger Pixel/Flickr]