Uma nova linha de laptops apareceu na Apple Store esta manhã. Ontem, havia quatro modelos distintos do MacBook. Agora existem dois.

Vamos começar com os que foram descontinuados. A Apple não vende mais o único MacBook Pro com teclas físicas de função, aquela linha que tem o F1, nem o MacBook de 12 polegadas.

O pequeno MacBook não era atualizado desde 2017. Ele era conhecido por ter um teclado ruim, então não chega a ser uma grande surpresa que a Apple deixe de vender o modelo. Mas, se você quiser comprar um novo MacBook Pro, você tem que lidar com a Touch Bar, que é um pouco complicada.

Nos EUA, ainda dá para comprar um MacBook Pro recondicionado com teclas de função — ele está um pouco mais barato agora — mas, assim como o MacBook de 12 polegadas, essas máquinas não vinham sendo atualizadas desde 2017. Então, eu acho que não chega a ser uma grande surpresa o que a Apple fez.

Muita gente vai gostar do que a Apple está vendendo agora. O substituto do último MacBook Pro com botões F é um novo MacBook Pro de US$ 1.300 — no Brasil, ele custa a partir de R$ 11.999. Ele vem com o mais recente processador Intel Core i5 de 8ª geração, tela True Tone Retina e Touch Bar. Ele também tem Touch ID e o chip de segurança T2 da Apple, ambos ótimos.

Além dele, há um novo MacBook Air, que agora também tem um display True Tone Retina. A Apple até baixou o preço do modelo de entrada para US$ 1.100 nos EUA e R$ 9.699 no Brasil. Costumava ser US$ 1.200 lá e R$ 10.399 aqui. Além disso, o MacBook Air ainda possui teclas físicas F e Touch ID.

Você que costumava comprar um MacBook que tinha as teclas F ou que cabia em suas mãos tem, agora, essas duas escolhas. Uma delas inclui uma Touch Bar que muitas pessoas acham inútil. Eu acho que o Touch Bar é uma das piores coisas que a Apple fez recentemente. Não é tão intuitivo quanto uma linha de teclas e, embora possa ser uma interface dinâmica, geralmente ela é mal executada.

O mesmo vale para o botão Siri que fica ao lado da tecla Delete. Se a Siri estiver ativada, você dará “oi” para a assistente nove vezes por dia, todas sem querer. Se a Siri estiver desativada, quando você apertar o botão por acidente, a máquina solicitará que você a ative. E nem vamos falar da falta do botão play/pause.

Algumas pessoas gostam do Touch Bar. Eu entendo. Muitas pessoas odiavam o MacBook de 12 polegadas e, provavelmente, optavam por não comprá-lo. O fato de a Apple oferecer menos opções de laptops para seus usuários continua me parecendo ruim. Parece que a empresa está tornando sua cadeia de suprimentos mais ágil à medida que se prepara para vender mais assinaturas da Apple Music e lançar seu serviço de vídeo premium, o Apple TV+. E tudo continua caro — e talvez nem seja mais o que você exatamente procura.