Muitos lugares do mundo estão, aos poucos, relaxando a quarentena. A recomendação em comum da maioria dos países é de manter o distanciamento social e pode ser que leve um tempo até que as pessoas se acostumem com esse novo normal. A Apple até registrou uma patente que nos dá uma ideia de como um momento considerado normal – selfies em grupo – pode funcionar mesmo quando estamos a pelo menos dois metros de distância.

A patente para “selfies em grupo sintéticas” foi obtida pela Apple nesta semana, como apontou o pessoal do Patently Apple e The Verge. A ideia é que você possa tirar uma foto junto com outras pessoas, mesmo que não estejam fisicamente juntos.



Com base no pedido de patente, parece que os usuários conseguiriam convidar outras pessoas para tirar uma selfie em grupo, e aí o software da Apple juntaria fotos tiradas de forma independente em uma única imagem. O processo de composição funcionaria de forma similar para vídeos e imagens de transmissões ao vivo.

As imagens abaixo dão uma ideia de como funcionaria:

Imagem: United States Patent and Trademark Office

Imagem: United States Patent and Trademark Office

Todos os usuários teriam a opção de salvar em seus celulares a selfie em grupo e a foto original, além de fazer ajustes nas opções de edição do aplicativo. Então, por exemplo, se você achar que alguém está roubando a cena da sua selfie, seria possível relegá-los ao plano de fundo e colocar a si mesmo no centro.

A patente não deixa claro quais dispositivos da Apple teriam acesso a esse recurso. Dado que o pedido foi registrado em julho de 2018 no U.S. Patent and Trademark Office, tenho um palpite de que a Apple não tinha em mente uma pandemia de coronavírus ou distanciamento social enquanto pensava nesse recurso.

Como sempre, é apenas uma patente – dessa forma, pode ser que isso nunca se materialize em um recurso.