Trechos de código no iOS 14 parecem mostrar que a Apple está trabalhando em um iPhone 9 Plus para complementar um modelo mais acessível do iPhone 9, que está em desenvolvimento, informou o 9to5Mac nesta segunda-feira (16).

De acordo com o 9to5Mac, “evidências indicam” que tanto a versão maior quanto a menor do iPhone 9 ainda usarão o chip A13 Bionic usado na linha iPhone 11.

O site também informa que o telefone apresentará um botão home sólido com Engine Taptic (um motor que providencia um feedback ao toque), como o presente nos iPhone 7 e iPhone 8.

O iPhone 9 também usará o Touch ID em vez do Face ID para desbloqueio, mas ainda haverá suporte para o Apple Pay e sistemas de pagamento sem contato em sistemas de transporte público, além de escanear tags NFC sem precisar abrir um app.

O nome iPhone 9 é especulativo, e dado que a Apple pulou do iPhone 8 para o X/XS/XR e para o iPhone 11 – ou seja, tudo um pouco confuso (alguns chegaram a chamar o telefone de iPhone SE 2). O MacRumors reportou no ano passado que o analista especializado em Apple Ming-Chi Kuo indicou que o iPhone 9 seria lançado até o final de março de 2020 e custaria US$ 399, enquanto uma versão maior do telefone custaria cerca de US$ 100 a mais.

De acordo com o 9to5Mac, a data de lançamento é esperado para a primavera no hemisfério norte (entre março e junho), “possivelmente junto ou depois do lançamento do iOS 13.4”. No entanto, a pandemia do novo coronavírus em andamento interrompeu gravemente as cadeias de suprimentos globais — foram relatadas escassez de hardware de todos os tipos em todo o mundo da tecnologia, inclusive no Brasil — e agora a WWDC 2020, a conferência de desenvolvedores da Apple, será totalmente online devido a preocupações com a saúde, de modo que o cronograma previsto pode ser ainda alterado.