A Apple deixou de vender o iPhone X após o anúncio do iPhone Xs e, naquela época, fazia sentido. Afinal, o iPhone X era uma edição limitada para celebrar o décimo aniversário do smartphone da marca. Porém, o seu sumiço desapontou muita gente que estava esperando comprar o modelo topo de linha do ano passado com um preço menor.

Rumores circularam por um tempo e o iPhone X está de volta – mas com alguns poréns. A Apple passou a vender recentemente modelos recondicionados do iPhone X por US$ 770 (R$ 2.830, na cotação atual) na Apple Store americana. Pode ser um bom negócio, visto que o modelo mais simples dessa geração, o iPhone XR, custa US$ 750 (R$ 2.760).



Os aparelhos recondicionados são aqueles que apresentaram defeitos e foram consertados pela Apple. A empresa faz uma inspeção, troca a bateria por uma nova e coloca uma traseira original também. Depois, o produto é reembalado com manual e acessórios. Os modelos têm garantia de um ano.

O iPhone XR, lançado neste ano, custa US$ 20 a menos e tem um processador ligeiramente mais rápido, mas para quem se importa bastante com a qualidade da tela, a resolução de 2435×1125 da tela OLED de 5,8 polegadas do iPhone X é um baita atrativo. As cores do display são mais ricas e vibrantes no modelo do ano passado, sem contar que o contraste é maior e o preto, muito mais profundo do que a tela LCD do iPhone XR.

A real é que a resolução de 1792×828 do iPhone XR não é ideal – não chega nem a ser classificada como Full HD. Ou seja, o modelo recondicionado do X parece ser uma opção muito melhor para quem gosta de conteúdos em alta resolução.

iPhone X recondicionado à venda na Apple Store dos EUA A versão de 64 GB passa de US$ 999 para US$ 769. Já a versão de 256 GB passa de US$ 1.149 para US$ 899. Captura de tela: Apple

Outra vantagem deste modelo é o par de câmeras na traseira, que permite tirar fotos no Modo Retrato de praticamente qualquer objeto e oferece zoom óptico de 2x. O iPhone XR também tem o Modo Retrato, mas só funciona com pessoas.

É preciso mencionar que a nova geração dos iPhones faz um processamento de imagem bem melhor do que os seus antecessores. Na maioria das vezes, as diferenças serão difíceis de perceber.

Para quem prefere um celular mais compacto, o iPhone X também é uma opção mais viável – ele tem 143,6 x 70,9 x 7,7 mm (altura x largura x espessura). O tamanho dele é mais próximo do iPhone 8, enquanto o iPhone XR (150,9 x 75,7 x 8,3 mm) fica mais perto do iPhone 8 Plus.

Talvez uma das maiores vantagens desse modelo é que ele custa US$ 230 a menos do que o iPhone Xs e parece, pelo menos por fora, o mesmo aparelho.

Pesam a favor do iPhone XR as opções de cores, processador mais novo e a autonomia de bateria maior.

Por enquanto, esses modelos recondicionados estão sendo vendidos exclusivamente nos Estados Unidos e no Reino Unido. Não há informações de disponibilidade no Brasil. A expectativa é que os estoques não durem por muito tempo.

Em janeiro, a Apple fez uma queima de estoque do iPhone SE, lançado em 2016, nos EUA. Não eram aparelhos recondicionados, eram modelos encalhados mesmo. Ele custava US$ 249 na versão de 32 GB (antes US$ 349) e US$ 299 no modelo de 128 GB (antes US$ 449).

[MacRumors]