Uma das novidades do iOS 8 são os widgets: eles ficam na central de notificações e permitem realizar ações rápidas sem abrir um app. Mas parece que, para a Apple, eles podem ser práticos demais – e a empresa está removendo alguns dos melhores apps por causa disso.

>>> O que o iOS 8 ainda precisa aprender com o Android

Em novembro, a Apple ameaçou remover o Neato, que oferece um widget de anotações pra lá de útil: ele sincroniza com Dropbox/Evernote e não requer que você abra um app.

Os widgets do iOS 8 não podem usar o teclado do sistema – a ideia é torná-los o mais simples possível – então o desenvolvedor do Neato fez um teclado próprio para ele. Infelizmente, isso viola as regras da App Store. A Apple disse que eles precisam remover o teclado, senão o app será retirado da loja.

Isso está irritando alguns desenvolvedores, e com razão. A Apple testa e aprova cada app antes de colocá-lo na App Store; por isso é frustrante que, algum tempo depois, ela encontre um motivo para retirar o app da loja.

O Neato não foi o único caso. A Apple vem removendo apps que tiram vantagem dos novos recursos do sistema – mesmo quando eles já foram aprovados. O Guardian publicou uma longa reportagem sobre essa tendência. O texto aponta os seguintes apps como vítimas das novas e imprevisíveis políticas para a App Store:

  • PCalc, um app de calculadora e um widget que se parece muito com a calculadora nativa do iOS;
  • Drafts, um app de escrita que inclui botões de acesso rápido no widget;
  • Launcher, um app que facilita a abertura de apps a partir da Central de Notificações;
  • Transmit, um programa de FTP que permite a você salvar arquivos no iCloud Drive (uma nova capacidade do iOS 8).

Por que a Apple está fazendo isso? À primeira vista, alguém poderia pensar que a Apple está derrubando apps que desafiam os seus próprios, mas essa remoções apontam para alguma confusão sobre as diretrizes da App Store.

Widgets e extensões são novos no iOS 8, então existem várias regras novas que a Apple criou para que os novos recursos funcionem do jeito que ela espera. Só que, a julgar por esses casos, parece que nem todas as regras foram escritas, ou nem mesmo são consistentes.

Isso precisa ser resolvido, e logo: para os desenvolvedores que fazem coisas úteis e bacanas, é frustrante que a Apple lhes puxe o tapete sem uma justificativa convincente. [The Guardian]