Se você é um usuário da Apple, está se sentindo mal e está preocupado com a COVID-19, a doença causada pelo novo coronavírus, agora você tem um novo recurso à sua disposição: Siri.

A Apple atualizou a Siri com um questionário que ajuda as pessoas a identificar os sintomas da doença e determinar o melhor procedimento. Para acessá- lo, basta perguntar à Siri: “Hey Siri, eu tenho coronavírus?” Segundo a CNBC, os usuários começaram a perceber a atualização e os novos recursos da assistente virtual neste fim de semana.

Antes de iniciar o questionário, a Apple afirma que as respostas fornecidos são do Serviço de Saúde Pública dos Estados Unidos e do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC).

A breve pesquisa, que pode ser respondida com as respostas “Sim”, “Não” ou “Não tenho certeza”, começa perguntando se você está com febre, tosse seca ou falta de ar, que são os sintomas mais comuns. Em seguida, pergunta se você entrou em contato com alguém que testou positivo para a doença.

Quando nós testamos e respondemos “Não tenho certeza”, para ambas as perguntas, a Siri nos disse para ficar alerta para os sintomas mencionados acima, acrescentando que eles podem aparecer até 14 dias após a exposição. Se isso acontecer, disse a Siri, “se isole dos outros”.

Mas a assistente de voz disse que as pessoas com mais de 65 anos devem reagir de maneira diferente caso desenvolvam sintomas. O CDC afirma que adultos mais velhos e pessoas de qualquer idade que tenham sérias condições médicas subjacentes podem estar em maior risco de complicações mais sérias da COVID-19.

“Entre em contato com um médico se você tiver 65 anos ou mais ou se tiver uma condição médica séria, como doença pulmonar ou cardíaca ou diabetes”, disse a Siri.

Por outro lado, se os usuários declararem que seus sintomas são extremos ou com risco de vida, a Siri perguntará se eles precisam de serviços de emergência e oferecerá a opção de ligar para o 911.

A Siri também recomenda que os usuários considerem o download de aplicativos de telessaúde se não conseguirem entrar em contato com um médico. A assistente de voz fornece um link para a loja de aplicativos da Apple para você encontrar outras opções. A Apple afirma que os aplicativos, que incluem Amwell, Teladoc, Sydney Care e Doctor On Demand, entre outros, ajudam os usuários a obter atendimento semelhante ao que receberiam em uma visita tradicional ao consultório médico.

No momento, parece que a nova atualização da Siri está disponível apenas para usuários nos EUA. Tentamos no Brasil e não recebemos o questionário. Em vez disso, fomos direcionados ao site do Ministério da Saúde – o mesmo aconteceu na Espanha. A CNBC informa que não se sabe se ou quando o questionário estaria disponível para o público internacional.