A Apple enviou convites para um evento que ocorrerá nesta segunda-feira (21), com a frase “Let us loop you in”. Esperamos por um novo iPhone de 4 polegadas, e também por um iPad Pro menor e por novidades sobre o Apple Watch. E você pode assistir tudo ao vivo por streaming.

O evento começa às 14h (horário de Brasília), e você poderá acompanhá-lo em apple.com/live. Mas há alguns requerimentos para fazer isso:

– Microsoft Edge em PC rodando Windows 10;

– Safari 6.0.5 ou posterior para Mac OS X 10.8.5 ou posterior;

– Safari no iOS 7 ou posterior;

– Apple TV de segunda ou terceira geração com software 6.2 ou posterior, ou Apple TV de quarta geração (o app Events foi atualizado).

Para a transmissão, a Apple usa a tecnologia HLS (HTTP Live Streaming) que ela mesma criou em 2009, e que é compatível com estes programas. Na lista, estão diversos softwares da própria Apple, mais o VLC, o Microsoft Edge e o navegador Chrome no Android e iOS. (No entanto, o streaming da Apple não funciona nativamente no software do Google.)

Para acompanhar o livestream através do Windows 8/7/Vista ou Linux, é preciso fazer o seguinte:

– baixe o VLC Player neste link, instale e abra o programa;

– clique em Mídia (canto superior esquerdo) > Abrir Fluxo de Rede;

– no campo que aparece, cole o link do livestream (via Reddit):

http://p.events-delivery.apple.com.edgesuite.net/1603kjbnadcpjhbasdvpjbasdvpjb/m3u8/atv_mvp.m3u8

Você também pode fazer o mesmo no Android: baixe o VLC neste link, toque no botão de antena no canto superior direito e insira a URL acima. O vídeo completo do evento estará no YouTube, mas a Apple demora um pouquinho para colocá-lo lá.

No evento, esperamos ver o iPhone SE de 4 polegadas, uma “special edition” com o corpo do iPhone 5s e várias melhorias por dentro; um iPad Pro de 9,7 polegadas, conector inteligente para a capa de teclado e suporte à Apple Pencil; além de novas pulseiras para o Apple Watch. Também esperamos por atualizações para o watchOS e também para o iOS, cuja versão 9.3 deve ser lançada ainda este mês.

A Apple também deve aproveitar a oportunidade para discutir sua disputa judicial com o FBI envolvendo o desbloqueio de um iPhone 5c. A agência diz que precisa obter os dados presos no celular para ajudar na investigação de um ataque terrorista; a empresa diz que isso abriria um precedente perigoso.

Atualizado às 13h59