Enquanto você usa o Google Earth para dar uma olhada no quarteirão da sua casa, estes arqueólogos usaram a ferramenta para encontrar lugares ideais para cavar. O resultado: 1.977 áreas potencialmente arqueológicas foram encontradas, incluindo 1.082 túmulos de pedra antigos.

Sim! O Google Earth não é apenas uma ferramenta animal para responder a questão “como minha casa parece vista do espaço?”, ele também funciona para coisas científicas e tal, como “encontrar áreas arqueológicas valiosas”. David Kennedy, professor da Universidade do Estado da Austrália Ocidental, escanou uma área de 1294 quilômetros quadrados da península arábica no Google Earth, encontrando 1.977 áreas potencialmente arqueológicas, sendo que 1.082 delas são antigas tumbas de pedra conhecidas como “pingentes”. Segundo a New Scientist:

Kennedy confirma que os locais são vestígios da vida antiga – e não apenas vegetação ou sombras – após pedir a um amigo que vive na Arábia Saudita, que não é arqueólogo, que fosse às áreas e as fotografasse.
Comparando as imagens com as estruturas que Kennedy já havia visto na Jordânia, ele acredita que as áreas podem ter mais de 9 mil anos de idade, mas ainda é necessário fazer testes de verificação. “Usando apenas o Google Earth é impossível saber se encontramos uma estrutura beduína feita há 150 anos ou há 10 mil anos”, explica.

Sério, Google, isso é um sinal de que vocês precisam melhorar. Porque nós sempre apoiamos seus projetos para eliminar as necessidades das pessoas saírem de casa e tal, mas se os arqueólogos ainda precisam “verificar” as coisas, tá na hora de uma atualização, hein?

[New Scientist]