Quem se importa com modelos de plástico da sua cabeça impressos em 3D quando uma sala está sendo impressa em 3D em arenito? O Digital Grotesque, como é chamado o projeto, parece que foi tirado de filmes de ficção científica.

Os designers Benjamin Dillenburger e Michael Hansmeyer recentemente mostraram um modelo em escala 1:3 da sala na Materializing Exhibition, em Tóquio, e antes disso também tinham demonstrado na Swiss Art Awards em Basel, na Suíça. A versão completa da sala vai ser apresentada no dia 22 de julho.



A sala é bastante detalhada e parece uma mistura de um sistema alienígena com uma catedral de outro planeta. O que faz sentido, já que está sendo criada com um algorítimo que divide e repete formas vistas no trabalho do artista surrealista suíço H. R. Giger para criar padrões malucos. Para explicar melhor, Giger ganhou um Oscar pelo seu trabalho na equipe de efeitos visuais do filme Alien, o 8º Passageiro. Eis o que Dillenburger e Hansmeyer dizem sobre a peça:

Inspirados pelo processo natural de divisão celular, desenvolvemos um algorítimo que divide e transforma iterativamente a geometria de um simples cubo. Apesar de ter regras simples, um mundo complexo de formas surge em múltiplas escalas: entre ornamento e estrutura, entre ordem e caos, estrangeiro e ainda assim familiar: um grotesco digital”

Confira algumas das imagens do processo abaixo. Vamos ter que esperar um mês para ver a versão completa. [Creators Project]

original original (3) original (2) original (1)