A cerca de 2.300m acima da Califórnia, há uma pequena asa voadora autônoma tentando provar que ela consegue aterrissar, sozinha, no deque de um porta-aviões.

A tarefa é bastante difícil para pilotos humanos, e o mesmo parece se aplicar para pilotos artificiais, como esta asa voadora – uma aeronave de asa fixa parecida com um bumerangue. Apesar de que o X-47B está passando nos testes, e deve ser lançado em 2013.

Mas o que este robô/asa voadora consegue fazer? A CNET explica:

[V]oos viram o X-47B chegar a uma altitude de 2.300m, acima dos 1.500m que ele conseguiu quando lançado pela primeira vez, em fevereiro. Ele voou a até 200 nós [370km/h] no voo de 1o. de março, que durou 39 minutos, e a até 180 nós (333km/h) em 4 de março por cerca de 41 minutos. Um dos resultados que agradou à [empresa de aviação] Northrop Grumman foi como o sistema de dados sobre o ar instalado na asa voadora de forma nivelada, um aspecto de seu design stealth e discreto, foi capaz de perceber e comunicar com precisão a velocidade no ar.

Como foi dito antes, o objetivo é pousar em um porta-aviões até 2013. Quando isso acontecer, os robôs terão mais uma vantagem – e vantagens não lhes faltam. [CNET]