A pesquisadora de aplicativos Jane Manchun Wong deu algumas pistas sobre o futuro modelo de assinatura paga que o Twitter está preparando. No sábado (15), Wong tuitou que o serviço de assinatura Twitter Blue custará US$ 2,99 por mês e permitirá aos usuários desfazer seus tweets e criar coleções de favoritos, entre outros recursos.

O Twitter também parece estar trabalhando em um modelo de com diferentes pacotes, acrescentou ela. Ela especulou que as camadas de preços mais elevados podem desbloquear recursos pagos adicionais e dar aos usuários uma experiência premium mais organizada, semelhante ao que você pode encontrar em um agregador de notícias.

Wong ficou famosa por fazer engenharia reversa de aplicativos populares para descobrir quais recursos as gigantes da tecnologia estão testando ou planejando adicionar a seus produtos. Não é novidade que o Twitter está adicionando maneiras de seus usuários monetizarem o conteúdo que produzem na rede social. No início deste mês, a empresa lançou sua “Tip Jar”, ou pote de gorjetas. Com ela, os usuários podem receber e enviar dinheiro de e para estranhos na internet usando seu serviço preferido. Em julho de 2020, Jack Dorsey, CEO do Twitter, disse que a empresa estava começando a estudar um modelo de assinatura. Desde então, a companhia permaneceu em silêncio sobre o assunto.

Mesmo assim, está cada vez mais claro que tem coisa rolando nos bastidores. Na semana passada, o Twitter adquiriu o Scroll, um serviço de assinatura paga que elimina anúncios nos sites participantes. Junto com o negócio, veio a notícia de que o Scroll vai encerrar o Nuzzel. Ele era um app que mandava um boletim diário com os links mais populares no feed do usuário e tinha sido comprado pelo Scroll em 2019. Isso só dá mais força à ideia de que o Twitter está se preparando para lançar seu próprio serviço de assinatura. Quando perguntamos sobre os tweets de Wong no sábado, um porta-voz da empresa se recusou a comentar.

Assine a newsletter do Gizmodo

Um serviço de assinatura seria o mais recente em uma série de novos recursos que o Twitter tem testado nas últimas semanas, incluindo um algoritmo de corte de imagem aprimorado e um sistema de advertências atualizado para tweets potencialmente ofensivos. Ainda não está claro quando a versão paga do Twitter seria lançada ou quem poderá assiná-la, mas se todos esses rumores e pistas indicam alguma coisa, podemos ter um anúncio sobre isso mais cedo ou mais tarde.