O astroblogueiro Leroy Chiao pertence a um clube exclusivo e elitista de terráqueos que se aventuraram no espaço. Sabe quem mais está neste clube? Animais. Vários deles. Este é um tributo aos mais bravos “astronimais” do mundo.

O assunto de viagem espacial de não-humanos é encantadoramente amargo. Era uma maneira óbvia – mesmo que cruel às vezes – de determinar muitas das nossas incertezas funcionais sobre deixar a Terra. Para poder ajudar os humanos a evitarem futuras tragédias espaciais, estes animais às vezes torravam em acidentes causticantes, apesar de geralmente não serem – como esperariam os preconceituosos – deixados lá nos confins gélidos do espaço para morrerem. O uso de animais em diversos programas espaciais também implicava outra tragédia: as primeiras criaturas a serem atadas aos ríspidos grilhões tristemente eram incapazes de perceber quão animal era o que eles estavam fazendo.

Eis uma das melhores, mais inteligentes e mais adoráveis criaturas que nunca terão ciência de que estiveram no espaço:

Felix the Cat Ham the Chimp Albert II Spacebat Laika the Dog

Imagens de Ham, Albert e Spacebat cortesia da NASA e JamesDuncan. Imagens da Laika do Guardian e Thinkquest. Imagens do Felix tiradas do Purr-n-Furr.