A faixa de aparelhos de gama intermediária e com preço não muito proibitivo acaba de ganhar mais dois concorrentes de peso. A Asus apresentou ao mercado brasileiro dois aparelhos: Zenfone Max Plus M2 (por a partir de R$ 1.299) e Zenfone Max Shot (por a partir de R$ 1.399).

Antes de ir para os detalhes dos smartphones, a premissa dos aparelhos é tentar oferecer uma experiência melhor para usuários que queiram fazer um upgrade de seus dispositivos antigos. Em uma pesquisa da fabricante no Brasil, eles descobriram que 40% dos entrevistados têm smartphones basicões de três ou mais anos de uso. Então, a ideia, segundo Marcel Campos, diretor global de marketing da Asus, é oferecer um bom processamento, boas fotos e distintas opções de armazenamento.

Com isso em mente, vamos ao que os aparelhos têm em comum. De cara, eles têm o mesmo chassi com acabamento em metal, tela de 6,25 polegadas FullHD, bateria de 4.000 mAh e vêm equipado com Android 8.1 puro (com atualização para o Android Pie liberada até junho).

Marcel Campos, da Asus, durante detalhamento da câmera do Zenfone Max Shot. Crédito: Guilherme Tagiaroli/Gizmodo Brasil

O processador dos aparelhos faz parte de um novo sistema da Qualcomm chamado Snapdragon SiP 1. Antes de tentar posicionar dentro da família Snapdragon, é importante antes de tudo explicar o que é o SiP. Trata-se da sigla (system in package), que é um módulo que reúne centenas de elementos eletrônicos — como processador, memória, GPS, entre outros itens. Então, pense num módulo que vai na placa-mãe do aparelho e que conta os componentes eletrônicos mais importantes do celular.

A ideia deste chip é condensar melhor os itens de um aparelho até para que as fabricantes possam, por exemplo, ter mais espaço para memória ou mesmo pensar em diferentes formatos de smartphones.

Em termos práticos, dentro do Snapdragon SiP 1, ele vem com uma GPU MSM8953 (equvalente à série Snapdragon 625). A GPU é a Adreno 506. Questionado como esta nova série se posicionaria dentro do portfólio da Qualcomm, Rafael Steinheuser, presidente da Qualcomm América Latina, especulou que este novo sistema seria o equivalente a um série 500 — lembrando que a linha Snapdragon varia da série 400, a mais simples, até a série 800, com SoC (System on a chip) mais sofisticados.

Rafael Steinhauser, presidente da Qualcomm América Latina, em apresentaçãoCrédito: Rafael Steinhauser, da Qualcomm, ao lado do diagrama do Snapdragon SiP — o maldito do fotógrafo, infelizmente, não saiu do quadro. Crédito: Guilherme Tagiaroli/Gizmodo Brasil

O fato é que o Brasil é o primeiro país a receber este novo “chipão” da Qualcomm em smartphones — inclusive, todo o desenvolvimento de engenharia foi feito aqui; a fabricação, em breve, deve ser por aqui também. Então, parece, que houve certa cautela em posicioná-lo no portfólio da empresa.

De qualquer jeito, no rápido contato com o aparelho, não houve travamentos ou engasgadas durante a navegação ou ao usar a câmera. Talvez num teste mais extenso seja possível ver como o Snapdragon SiP 1 se compara ao portfólio da Qualcomm.

Traseira dos novos ZenfonesZenfone Max Shot (três câmeras) e Zenfone Max Plus M2 (duas câmeras). Crédito: Guilherme Tagiaroli/Gizmodo Brasil

Voltando aos aparelhos, em termos práticos, eles variam conforme as câmeras e opções de memória RAM e armazenamento. O Zenfone Max Shot tem três lentes na traseira, enquanto o Zenfone Max Plus M2 conta com duas. O sensor principal dos dois é Sony IMX46 de 12 megapixels com abertura f/1.8 e eles contam com uma lente auxiliar de profundidade — para ajudar no desfoque do segundo plano em retratos. A terceira câmera do Max Shot é uma grande angular de 8 megapixels que auxilia a aumentar o campo de visão em cliques de paisagem.

Por fim, as diferenças de memória RAM e armazenamento, que é expansível via cartão microSD até 2 TB:

O Zenfone Max Plus M2 está disponível com 3 GB de RAM e 32 GB de armazenamento: R$ 1.299 à vista;

O Zenfone Max Shot está disponível em 3 GB de RAM/32 GB de armazenamento (R$ 1.349 à vista) e 4 GB/64 GB de armazenamento (R$ 1.549 à vista).

Zenfone Max Plus M2/Zenfone Max Shot
Processador Snapdragon SiP 1
Tela: 6,25 polegadas FullHD
Sistema: Android 8.1 puro (atualiza para Android Pie até junho)
Câmeras: 12 megapixels e câmera retrato; 12 megapixels, retrato e grande angular de 8 megapixels (Max Shot)
Câmera selfie: 8 megapixels com flash led.
Bateria: 4.000 mAh.
Portas: fone de ouvido convencional e USB-C.
Sensor biométrico na traseira e desbloqueio facial.
Dual-chip nano-Sim
Memórias: 3 GB de RAM/32 GB de armazenamento (Max Plus M2); 3 GB de RAM/32 GB e 4 GB/64 GB de armazenamento (Max Shot)
Cores: azul, preto, prata, vermelho