Lá em 2005, uma moça chamada Monica Gaudio escreveu um texto bacana sobre receitas de tortas de maçã para um blog entusiasta de cozinha medieval. Cinco anos depois, o seu post apareceu palavra por palavra, sem compensação ou permissão, na revista Cooks Source. E essa nem é a pior parte da história. 

Supondo que o episódio não havia sido mais do que um erro sincero, Monica entrou em contato com a Cooks Source — uma publicação sem fins lucrativos, com uma circulação de 17.000 − 28.000 leitores – pedindo primeiro por um esclarecimento, e então por uma compensação (na forma de uma doação de US$ 130 para a Columbia J-School) e um pedido de desculpas impresso. Em vez disso, o que ela ganhou de volta foi esta resposta da editora Judith Griggs:

Mas honestamente, Monica, a web é considerada de "domínio público" e você deveria ficar feliz de nós não termos simplesmente "roubado" o seu artigo, colocando o nome de outra pessoa nele! Isso acontece muito, claramente mais do que você tem ciência, especialmente em campi de faculdades e no mercado de trabalho. Se você se ofendeu e está infeliz, eu peço desculpas, mas como profissional você deve saber que o seu artigo que nós usamos estava precisando muito de uma edição e agora está muito melhor.

Caramba, quanta coisa errada junta. A "necessidade de edição" mencionada pela editora se refere a todos os termos do inglês medieval do século 16, que estavam lá por um motivo. Quanto à alegação de domínio público, vamos dar uma olhadinha no que dizem as regras deste velho oeste que chamamos de internet, segundo a UMUC:

Copyright e Publicação Eletrônica

* As mesmas proteções de copyright existem para o autor de um trabalho, independente do trabalho estar em um banco de dados, um CD-ROM, um quadro de avisos ou a internet. 

* Se você faz uma cópia de uma fonte eletrônica, como a internet ou WWW, para seu uso pessoal, isso provavelmente será considerado "fair use" (uso justo). No entanto, se você fizer uma cópia e colocá-la em seu site pessoal, é menos provável que seja considerado fair use. 

* A internet NÃO É de domínio público. Há trabalhos com e sem copyright. Na dúvida, suponha que um trabalho tem copyright.

Ênfase nossa.

Aí está! Além do lembrete de que ela deveria estar pulando de alegria por pelo menos ainda ter o seu nome aparecendo na revista, Monica Gaudio ainda não recebeu nenhum tipo de desculpas ou retratação. A nova mídi também é uma mídia, pessoal! Na verdade, poderíamos discutir se a nova mídia não é a mais importante. Então vamos todos brincar bonitinho, que tal? [LiveJournal] [Imagem: Gode Cookery]