Em outro exemplo de copiar recursos de seus concorrentes, o Twitter anunciou que testará reações de emojis para usuários em toda a Turquia nas próximas semanas, com um possível lançamento mais amplo, se tudo correr bem.

Segundo a empresa, a nova lista de emojis visa ajudar as pessoas a “se expressarem rapidamente em conversas no Twitter”, nos casos em que um simples apertar do botão curtir não resolve. O teste será por tempo limitado, explicou a empresa. Inicialmente, os turcos terão quatro reações adicionais, que poderão ser usadas clicando em cima do coração vermelho, que a empresa lançou em 2015.

Os emojis que estarão disponíveis são: pensativo (para aqueles tweets que fazem pensar), emoji triste (para tweets que deixam triste), emoji rindo/chorando (para aqueles que fazem chorar de rir) e um de palmas (presumivelmente para tweets de parabéns).

Dependendo de como for a resposta dos usuários para o teste, o Twitter pode trocar os emojis ou implementar esses recursos em outros países no futuro. Em comparação com as outras redes sociais, o Twitter está relativamente atrasado para o jogo de emojis — a empresa só lançou reações para os DMs do Twitter no ano passado, meses depois que o Linkedin deu aos seus usuários o poder de reagir às postagens de outros usuários da mesma rede, e anos depois que o Facebook fez o mesmo.

Também é válido ressaltar que, desses três, o Facebook é o único com coragem para incluir uma reação de “raiva” em sua lista. Mesmo que o Twitter faça muitos de nós sentirmos vontade de jogar nossos notebooks e celulares pela janela por pura raiva.

Os rostos que o Twitter escolheu para seus próprios slots de emoji parecem gentis, atenciosos e compassivos. Deixar uma carinha lacrimejante em algum meme político não tem a mesma graça que deixar uma carinha vermelho brilhante.

Além desses mencionados anteriormente, a empresa já havia dado início aos planos de lançar formalmente uma variedade maior de emojis — incluindo um emoji pervertido e um chapéu de festa — em 2015. Mas, esses testes foram cancelados não muito tempo depois.

Segundo o Twitter, essa lista mais restrita de emojis veio da tentativa da empresa de “encontrar emojis que sejam universalmente reconhecíveis e representem o que as pessoas desejam expressar sobre os tweets”. Para descobrir isso, o Twitter conduziu pesquisas, analisou emojis frequentemente usados ​​em todo o site e tentou descobrir as “principais emoções” que os twitteiros queriam expressar em sua rede, em diferentes culturas.

A pesquisa revelou que entre essas emoções estavam “alegria”, “interesse”, “tristeza”, “concordância” e “curiosidade”, o que deu a lista que esta sendo testada na Turquia agora.

Assine a newsletter do Gizmodo

“Frustração” e “raiva” aparentemente também estavam na lista, mas não passaram; ao que tudo indica, devido às tentativas da empresa de afastar os usuários dos convos do Toxic Twitter que conhecemos e odiamos.

Mas dependendo de como este teste for recebido, quem sabe — talvez veremos algumas reações do dedo médio em nossos feeds em algum momento no futuro.