Há algumas semanas, a AMD admitiu que os processadores Ryzen estavam tendo queda de desempenho no Windows 11 e que estava trabalhando em atualizações para resolver o problema. AMD e Microsoft lançaram patches de atualização que corrigem as perdas.

A AMD lançou uma atualização de drivers que corrigirá a falha no sistema UEFI CPPC2, que fazia com que o sistema operacional não pudesse agendar os núcleos mais eficientes do processador para realizar determinadas tarefas. Isso afetava significativamente o desempenho do CPU. “O impacto no desempenho pode ser mais recorrente em processadores com mais de 8 núcleos e acima de 65W TDP”, afirmou a AMD.

A Microsoft lançou uma atualização focada na correção de um problema no cache L3, que afetava aplicativos que necessitavam de acesso rápido à memória. A falha fazia com que os processadores Ryzen fossem de 3% a 5% mais lentos. Em casos extremos, os processadores podem ficar até 15% mais lentos, principalmente ao executarem games.

Assine a newsletter do Gizmodo

Se você possui qualquer um dos processadores Ryzen a partir da segunda geração, já pode fazer o download da atualização e dos drivers que corrigem o problema. Para resolver a questão do cache L3, é só baixar a atualização já disponibilizada pela Microsoft, que inicialmente era exclusiva para Windows insiders, e que agora foi disponibilizada para o público geral