No começo desta semana, uma reportagem do Motherboard e da PCMag mostrou que a Avast tem uma subsidiária que coleta dados dos usuários do antivírus e os vende para empresas como Google, Microsoft e Pepsi. Depois de uma repercussão bastante negativa, a empresa anunciou que vai fechar esta empresa.

Em um post publicado no blog da empresa, Ondrej Vlcek, CEO da Avast, disse se sentir pessoalmente responsável e pediu desculpas. Vlcek também escreveu que, junto com o conselho administrativo da empresa, decidiu acabar com a coleta de dados da Jumpshot e encerrar as operações da subsidiária.

Vlcek também disse que tanto a Avast quanto a Jumpshot cumpriam à risca a GDPR, legislação da União Europeia responsável por proteger dados dos usuários. O executivo também conta que, ao assumir o posto de CEO há sete meses, reavaliou todas as partes dos negócios da Avast e concluiu que a coleta de dados não estava alinhada com as prioridades de privacidade da empresa.

Mesmo assim, a decisão só veio agora, depois de as práticas serem reveladas para o grande público. O CEO também declarou que, embora a medida afete centenas de funcionários da Jumpshot, essa é a coisa certa a se fazer.

A investigação do Motherboard e da PCMag descobriu que a Jumpshot vendia produtos de marketing para empresas como Google, Microsoft, Pepsi, a rede social Yelp, as lojas Home Depot e a editora Condé Nast, entre outras. Esses produtos de marketing nada mais eram que as informações de usuários de produtos Avast e AVG (feitos pela mesma empresa).

A Jumpshot dizia ter acesso aos hábitos de 100 milhões de consumidores. Os dados eram anonimizados, mas contavam com identificadores de dispositivos e detalhes minuciosos de compras e sites acessados.

Por causa disso, era bastante fácil atribui-los a uma pessoa — bastava uma das empresas que comprou o pacote cruzar esses dados com suas próprias informações para saber a quem pertencia determinado dispositivo e, então, ter acesso a muito do que uma pessoa em específico fez em seu computador ou smartphone.

Segundo o site ZDNet, os produtos Avast não sofrerão mudanças, e a Jumpshot pagará seus fornecedores até ser fechada completamente. Os consumidores dos produtos deverão entrar em contato com a empresa diretamente. “A Jumpshot notificará prontamente os seus clientes, no devido tempo, sobre o término dos seus serviços de dados”, diz o comunicado. De acordo com a Avast, a Jumpshot terá seu acesso aos dados da empresa interrompido imediatamente.

[Avast, ZDNet]