Na Europa, uma nova lei de trânsito está mostrando como a tecnologia é importante para segurança em vários aspectos. Isso porque eles estão implantando o bafômetro imobilizador, que será obrigatório a partir de julho de 2022.

Trata-se de uma medida que a União Europeia já pôs em prática e visa reduzir o número de acidentes por consumo de álcool + direção.

O que significa um bafômetro imobilizador? Trata-se de um dispositivo “anti-arranque”, conectado ao sistema de partida do veículo, conhecido como “Alcolock”, abreviação de “travas de álcool”.

Ao detectar que o motorista pode estar sob o efeito de álcool, ele trava a partida do veículo, a quantidade de álcool que travará a partida vai conforme a regulamentação de cada país, assim como as penas aplicadas em motoristas pegos no teste.

A exigência do bafômetro imobilizador vem da União Europeia. No final de novembro de 2019, foi aprovado o regulamento dos requisitos de autenticação do aparelho, determinando que no máximo até 5 de julho de 2022, todos os novos veículos deverão ter uma série de requisitos, incluindo um regulador de pressão dos pneus, um assistente de velocidade inteligente e uma “interface para instalação de bafômetros”.

A medida também será usada para motoristas de transporte coletivo, ou seja: ônibus, táxis, etc. Então a partir da data já estipulada, todos esses veículos que fazem esse tipo de transporte deverão ter o bafômetro e seus condutores serão obrigados a usa-los.

“A partir de 6 de julho de 2022, os veículos dedicados ao transporte de passageiros deverão ter bafômetro anti-partida. Os condutores destes veículos serão obrigados a utilizar estes dispositivos de comando do veículo cada vez que o interruptor for acionado, nos termos que se estabelecem em regulamento”.

A legislação ainda está sujeita a alterações e futuras regulamentações poderiam especificar melhor como será a implementação, mas a prioridade é “ter” esses bafômetros, se de fato isso será imposto já nos novos carros ou se pode ser algo opcional, ainda não está de fato definido. Assim como não deixa muito claro se os veículos particulares também serão obrigados.

Países como França, Itália ou Bélgica já possuem um regulamento para bafômetros anti-partida. A partir de julho de 2022, a União Europeia quer que os demais países adaptem suas leis para se adequarem a nova medida.

Assine a newsletter do Gizmodo

A ideia é boa e pode diminuir a taxa de acidentes que envolvem condutores embriagados. Aqui no Brasil, uma pesquisa mostrou que 42% das mortes no trânsito só em São Paulo, foram causadas por suspeita de embriaguez ao volante.

De janeiro de 2019 a julho de 2021, foram registrados 12.470 acidentes e 892 óbitos de motoristas com suspeita de embriaguez ao volante, a maioria das vítimas são os jovens.

O bafômetro imobilizador ainda está longe de chegar no Brasil, mas sem dúvidas seria uma ferramenta muito importante para conter tantos acidentes pela falta de consciência de misturar bebida e direção.