Aonde o Google vai, o Baidu vai atrás. O “Google chinês” tem projetos como um navegador semelhante ao Chrome, um clone do Chromecast, e até um carro autônomo.

Desta vez, eles estão de olho no Android Wear: a plataforma não estreou na China, onde os serviços do Google são bloqueados; e o Apple Watch – já vendido no país – só é compatível com iPhones. Aí entra o DuWear.



>>> Os detalhes da bicicleta inteligente criada pelo Baidu

Segundo o Tech in Asia, o DuWear faz tudo o que você esperaria de um smartwatch: aceita comandos de voz, ativados quando você fala “Oi Baidu”; acompanha sua atividade física e frequência cardíaca; e oferece direções curva a curva ao caminhar. E claro, você pode personalizar a face do relógio:

Baidu DuWear

Você conecta o relógio via Bluetooth a um smartphone Android, e recebe notificações de apps, chamadas e mensagens. O site oficial do DuWear diz que o sistema consegue bloquear spam para ninguém incomodar você no pulso.

Ele até permitirá fazer pagamentos: você diz “quero pagar”, e ele exibe um código de barras para realizar a transação (em vez de usar NFC). Isso é possível graças ao Baidu Wallet, serviço de pagamentos móveis lançado na China há um ano.

No vídeo acima, do Tech in Asia, um funcionário usa comandos por voz para obter a previsão do tempo, o preço das ações do Baidu, um código de barras para fazer pagamentos, e instruções para chegar a um destino.

O DuWear é baseado no Android, e é compatível com alguns apps para Android Wear – só não funcionam os que dependem de serviços do Google, como mapas. Ele será uma plataforma aberta, com SDK para desenvolvedores e para fabricantes.

Kaiser Kuo, diretor de comunicações internacionais do Baidu, diz ao Tech in Asia que a empresa vai lançar o DuWear ainda este mês, para ser instalado em smartwatches como o Moto 360 e o Sony Smartwatch 3. E, em junho, o Baidu vai lançar um relógio próprio: o DuWear Watch.

Baidu DuWear

Esta não é a primeira vez que o Baidu se aventura em modificar o Android. Em 2011, eles anunciaram o Baidu Yi, uma variante do sistema que substitui os serviços do Google – busca, armazenamento na nuvem, loja de apps – pelos seus próprios.

Só que, ao longo dos anos, ninguém se interessou em usar o sistema. Resultado: em março deste ano, o Baidu anunciou que o projeto estava suspenso, e que não receberia mais atualizações. [DuWear via Tech in Asia e ZDNet]