Duracell vs. Energizer foi uma das maiores batalhas tecnológicas da década de 80, com os muitos Walkmen comendo pilha em cima de pilha. Hoje, um embate melhor é aquele entre suas pilhas recarregáveis.

As pilhas tamanho AA (pequenas) da Energizer têm nominalmente 2200mAh e as da Duracell 2000 mAh (isso daí é miliamperes-hora, uma medida de carga de energia). Mas as da Duracell duram mais tempo.

Eu testei usando uma lanterna LED da ICON, este sólido modelo de alumínio com configuração alta e baixa – a configuração alta detona uma pilha comum em mais ou menos 3 horas. Com diversos testes usando diferentes pilhas, a Energizer durou entre 2 e 3,5 horas, ao passo que a Duracell levou algo entre 5 e 6,5 horas para ser drenada. Não é uma discrepância tão insignificante assim, e bastante contrária às respectivas indicações de carga em cada.

A família Duracell de pilhas recarregáveis também já vem pré-carregada direto da embalagem, o que é bastante conveniente. Elas também têm portas USB para recarregar gadgets USB. Ambas as empresas oferecem carregadores de carro e carregadores rápidos (15 minutos). O Carregador Móvel Duracell é o meu predileto porque possui adaptador para carro e também para tomada comum, além de carregar 4 pilhas AA ou qualquer dispositivo USB destas fontes (no entanto, ele não faz recargas de 15 minutos, mas eu compraria algumas extras para ter sempre alguma pronta pra uso). A única verdadeira desvantagem é que ele não recarrega pilha D (grande) e baterias de 9V como o carregador tamanho gigante da família Energizer. Ambos os tipos de pilhas são de NiMH. A Duracell diz que suas pilhas reterão a carga por um ano sem uso, enquanto a Energizer divulga como sendo apenas 6 meses.

Afetações à parte, o que interessa é o tempo de duração da pilha, e neste quesito a Duracell bateu de longe a Energizer.