Bateria de celular que dura uma semana é nova aposta de Samsung e IBM

Novo design de semicondutores promete economizar até 85% de energia em comparação com os chips atuais

Samsung

Imagem: Divulgação

Nossas preces serão atendidas? Um smartphone com bateria que dura uma semana com uma carga só?

Isso pode se tornar realidade em futuro não tão distante. Na terça-feira (15), as gigantes Samsung e a IBM anunciaram a criação uma nova tecnologia de chip capaz de dobrar a performance de aparelhos eletrônicos.

Primeira coisa importante: ainda é uma fase de desenvolvimento de produto.

Mas as empresas afirmam ter alcançado uma nova maneira para empilhar transistores verticalmente em um chip, o que permite que a corrente flua para cima e para baixo. Diferente da tecnologia atual (FinFET), usada na maioria dos chips, que trabalha com um layout horizontal, que faz a corrente “andar” lado a lado.

 

Os benefícios

O novo projeto “Transistores de Efeito de Campo de Transporte Vertical” deve, entre outras coisas, permitir uma redução de 85% no gasto de bateria de um smartphone em comparação com a atual tecnologia.

O que isso significa? Segundo as empresas, são duas vantagens:

  1. Permitir que esses processadores contornem uma série de limitações de desempenho. Sim, mais performance.
  2. Importante: desperdiçar menos energia e, consequentemente, baterias de longa duração de verdade.

A novidade ainda promete exigir menos energia de processos como mineração intensiva de criptomoedas ou criptografia de dados, deixando uma pegada menor de carbono.

“O anúncio de hoje é sobre como desafiar as convenções e repensar como continuamos a promover a sociedade e fornecer inovações que melhoram a vida, os negócios e reduzem nosso impacto ambiental” (Mukesh Khare, vice-presidente de Sistemas e Nuvem Híbrida da IBM)

A grande pergunta ainda sem resposta é… quando? IBM e a Samsung não falaram em data, mas garantem que o planejamento comercial do novo design já existe.

Sair da versão mobile