Escrevendo para a BBC, o colunista do Top Gear Paul Horrell pôs em discussão a proliferação da tecnologia nos automóveis modernos. Ele nota que computadores estão “mudando nosso relacionamento com a estrada aberta”. Hmm. Soa familiar.

Ecoando as divagações de um nova-iorquino doidão sangue nos olhos a convocação da alma gentil, amorosa e divertida que me contratou, Horrell diz que as pessoas desejam um relacionamento individual com seus carros. Eletrônicos, ele nota, devem ajudar, e não impedir as emoções ao dirigir. Nós não podemos deixar de sentir que já ouvimos esse tipo de coisa antes.



Geralmente, não somos do tipo que fica buzinando a mesma coisa, mas em um caso como esse, é bom saber que você não está gritando sozinho dentro de um furacão. A relembrar: tecnologia não é ruim; tecnologia é bom. Computadores são bons. Jalopnik é bom. Carros herméticos e distantes são ruins. É isso.

por Sam Smith