Desde a metade do ano a NASA vem testando um habitat inflável acoplado à Estação Espacial Internacional. Como ele está se saindo? Segundo a agência, muito bem.

Habitat inflável da NASA recebe seu primeiro visitante humano no espaço
Os detalhes do habitat espacial inflável da NASA

O habitat inflável é conhecido como BEAM, e o gerente do projeto, Steve Munday, falou um pouco sobre a situação atual dele e o que já deu para concluir de toda a experiência.

Depois de problemas iniciais que impediram que o habitat fosse inflado, o BEAM entrou em operação e segue funcionando muito bem. Os cientistas da NASA não encontraram nenhum sinal de impacto de detritos que possa de alguma forma afetar as operações, muito menos níveis de radiação elevados demais dentro dele.

Por outro lado, o habitat é mais quente do que se imaginava, mas isso é até bom: os cientistas queriam que ele fosse quente, já que se fosse frio demais ele correria riscos de condensação.

Os resultados iniciais são promissores, mas o BEAM deve permanecer até a metade de 2018 no espaço, então muita coisa ainda pode acontecer. O importante é que, ao menos por enquanto, o habitat vem se mostrando bastante útil para a criação de estações espaciais infláveis na órbita baixa da Terra.

[Engadget]

Imagem: conceito artístico do módulo BEAM ligado à ISS. Crédito: Bigelow Aerospace