A sonda israelense Beresheet colidiu na Lua durante sua tentativa de aterrissar no satélite natural nesta quinta-feira (11), complicando os planos de Israel de ser o quarto país a conseguir pousar uma sonda funcional na superfície da Lua.

A Beresheet deixou a Terra em 21 de fevereiro em um foguete Falcon 9, da SpaceX, que é usado principalmente para colocar objetos na órbita baixa da Terra. Para alcançar a Lua, a sonda Beresheet, que custou US$ 100 milhões, fez órbitas crescentes ao redor da Terra até que pudesse ser capturada pela gravidade da Lua. O atraso da jornada foi apenas uma pequena inconveniência, considerando as economias feitas por conta disso. A sonda foi construída pela SpaceIL, uma empresa sem fins lucrativos de Israel.

A descida estava ocorrendo normalmente até a sonda ficar 11 km sobre a superfície lunar. Ela até conseguiu tirar uma selfie alguns minutos antes, quando estava a 22 km da superfície. Conforme foi se aproximando, foi perdido o contato com a Beresheet.

“Bem, não conseguimos, mas nós tentamos”, disse um oficial da SpaceIL. “E acho que o feito de chegar aonde chegamos é tremendo. Creio que devemos estar orgulhosos.”

A causa exata do problema não foi divulgada, mas a sonda pareceu ter passado por um problema no motor durante a descida. Israel estava tentando ser o quarto país a pousar uma sonda na Lua —  os outros são China, Estados Unidos e a União Soviética.

“Se não deu certo na primeira, você tenta de novo”, disse o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, em frente ao público que acompanhava a missão no centro de controle da SpaceIL.