O bilionário Richard Branson quer muito que você acredite que ele vai enviar pessoas ao espaço — e em breve. Em uma entrevista para a CNN, o fundador do Virgin Group agora diz que está “razoavelmente confiante” de que sua empresa de voos espaciais pode derrotar concorrentes como Blue Origin e Space X, com viagens tripuladas até o espaço antes do Natal.

• Cientistas da NASA encontram superbactérias possivelmente infecciosas na Estação Espacial Internacional
• NASA enfim marca teste de voo de espaçonave da SpaceX que deverá ser tripulada

Apontando os planos de Branson de enviar humanos ao espaço — e, especificamente, abordando a lacuna entre 2007, quando Branson inicialmente disse que a Virgin Galactic iria mandar pessoas para o espaço, e agora —, Rachel Crane, da CNN, perguntou o quanto Branson queria “provar que seus críticos estavam errados”.

“O espaço é difícil. A ciência de foguetes é complexa. Isso nos levou 14 longos anos, e Jeff Bezos levou 14 longos anos”, disse Branson, referindo-se à empresa de voos espaciais privada do CEO da Amazon, a Blue Origin, que planeja começar a vender passagens para voos suborbitais no ano que vem.

Como Crane observou, a Virgin Galactic tem um histórico de promessas de que a empresa estaria próxima de transportar pessoas para o espaço, mas sempre ficando aquém do esperado. E isso foi antes mesmo de os planos ambiciosos da empresa serem prejudicados pelo acidente de teste de voo do VSS Enterprise em 2014, que matou um piloto e feriu um copiloto. Notavelmente, foi só neste ano que a Virgin Galactic retomou os voos de teste tripulados com sua nova aeronave SpaceShipTwo. Ainda assim, Branson disse que está “razoavelmente confiante de que antes do Natal (enviaremos pessoas para o espaço)”.

De acordo com a CNN, os pilotos de teste serão os primeiros a fazer a viagem ao espaço com a Virgin Galactic, embora Branson planeje fazer a viagem como primeiro passageiro (seus filhos provavelmente virão a seguir, como uns dos primeiros passageiros a viajar com a Virgin Galactic para o espaço, disse o empresário.) Mas Branson falou à CNN que ele não estaria “autorizado até que (os pilotos de teste) o fizessem algumas vezes primeiro”. Segundo a emissora:

O SpaceShipTwo, o avião movido a foguetes da Galactic, voará para o espaço depois que se soltar da asa de uma nave-mãe. Ele foi exaustivamente testado no solo e em altitudes mais baixas, disse Branson. Mas os primeiros voos para o espaço serão “os perigosos”.

Os pilotos irão voar o avião espacial a 3.700 quilômetros por hora, acelerando à velocidade máxima em cerca de oito segundos, disse Branson.

Se a Virgin Galactic realmente for capaz de cumprir o que parece ser um prazo extraordinário, a CNN apontou que ela superará as ambições espaciais da Blue Origin e também da SpaceX, de Elon Musk, com esta última atualmente se preparando para um voo de teste não tripulado da nave Crew Dragon em janeiro, antes de uma missão tripulada direcionada em junho.

Embora Branson tenha apontado que a segurança é primordial ao enviar pessoas ao espaço, ele acrescentou: “A Virgin Galactic será a primeira”.

Veremos.

[CNN]