Quando a TCL optou por não renovar a licença que permitia a fabricação de smartphones por parte da BlackBerry, no início deste ano, parecia que a empresa seria encerrada de uma vez por todas. Agora, tudo indica que ela terá mais uma chance para evitar o próprio “enterro”, já que uma nova companhia promete lançar smartphones com a marca. Tem até promessa da volta dos teclados físicos no padrão QWERTY que fizeram sua fama.

Em um comunicado de imprensa divulgado nesta quarta-feira (19), a OnwardMobility, uma empresa com sede em Austin, no Texas (EUA), anunciou ter chegado a um acordo com a BlackBerry e a FIH Mobile Limited, uma subsidiária da Foxconn. Elas serão responsáveis pela produção de um novo smartphone da BlackBerry rodando Android e com suporte ao 5G — e claro, com um teclado físico. O dispositivo tem previsão de lançamento para a Europa e América do Norte em algum momento do primeiro semestre de 2021.

O novo celular da BlackBerry terá ambições bem diferentes em comparação com os modelos anteriores fabricados pela TCL. O foco da OnwardMobility é no mercado corporativo e profissionais que desejam um dispositivo com experiência tátil, ao mesmo tempo que ofereça privacidade e segurança.

Isso faz todo o sentido, uma vez que a BlackBerry tem como público alvo quem quer smartphones com soluções corporativas para segurança, gerenciamento de dados e colaboração digital. Inclusive, esse tem sido o principal foco da companhia desde 2016, quando deixou de fabricar aparelhos voltados para o consumidor final.

“Profissionais corporativos estão de olho em dispositivos 5G seguros que possibilitem a produtividade, sem sacrificar a experiência do usuário. Os smartphones da BlackBerry são conhecidos por proteger as comunicações, privacidade e dados”, destacou Peter Franklin, CEO da OnwardMobility.

John Chen, CEO da BlackBerry, afirma que “a BlackBerry está animada com a OnwardMobility, que entregará um dispositivo 5G com teclado físico capaz de aumentar nossos altos padrões de confiança e segurança, sinônimos da nossa marca. Estamos entusiasmados que os clientes vão experimentar a segurança corporativa e governamental, além da produtividade móvel que o novo smartphone BlackBerry 5G vai oferecer.”

Embora seja bom ver a BlackBerry ressurgir, o novo dispositivo da marca pode não ser uma grande alternativa para aquele consumidor que quer apenas um smartphone mais moderno com teclado físico. Esses usuários acabam sendo forçados a recorrer a mais produtos específicos, como o Unihertz Titan ou o FX Pro 1, ambos com especificações um tanto desatualizadas e um suporte questionável para atualizações de software.

Então, o que podemos tirar de conclusão disso tudo? Fazendo uma comparação, os celulares com teclados físicos lembram os discos de vinil: sempre haverá uma parcela de pessoas que ainda compra essas coisas, e dificilmente elas acabem de um dia para o outro. Mas com novas tecnologias, é difícil imaginar que recursos mais antigos voltem com a mesma glória do passado.