Os dias das insuportáveis ligações de telemarketing oferecendo planos de internet, TV e telefone podem estar chegando ao fim. Nesta terça-feira (16), entrou no ar o naomeperturbe.com.br, plataforma que nasceu de uma determinação da Anatel para que as empresas de telecomunicações parassem de incomodar o consumidor. Nela, você poderá cadastrar seu número para bloquear chamadas desse tipo.

Como se cadastrar

Para bloquear as chamadas das operadoras, você precisa acessar um site, fazer um cadastro com nome, e-mail, CPF e senha e incluir seu número — você precisa ser o titular da linha para fazer isso.

Primeiro, você deve ir em Cadastro > Solicitar Bloqueio. Como você ainda não tem login, clique em Criar um login ali na parte de baixo, cadastre seus dados e coloque uma senha.

Logo em seguida, o site diz que um e-mail de confirmação foi enviado para a sua caixa de entrada. Por aqui, eu não recebi nada e consegui acessar o serviço mesmo assim.

Vá novamente em Cadastro > Solicitar bloqueio e entre com o e-mail e a senha que você cadastrou. Uma página para você incluir seu número e as empresas que você quer bloquear aparecerá. Depois de incluir, as chamadas deverão ser bloqueadas em até 30 dias.

Para quem vale o bloqueio

O bloqueio vale para as operadoras que assinaram acordo com a Anatel: Algar, Claro, Oi, Nextel, Sercomtel, Sky, TIM e Vivo. A matéria diz que será possível escolher de quais dessas empresas você não quer receber chamadas. Sim, dá para bloquear todas. De acordo com o jornal O Globo, também vai dar para selecionar se você quer ou não receber propostas específicas de TV, internet, celular ou telefone ou de nenhum desses serviços, mas essas funcionalidades ainda não estão disponíveis.

Segundo o jornal, o descumprimento do bloqueio poderá gerar multas de até R$ 50 milhões para as operadoras. Essa é a primeira medida que parte das próprias empresas. Também é a primeira que tem abrangência nacional. Antes, houve algumas iniciativas por parte de órgãos locais, como o Procon-SP. Em 2018, 20 empresas foram multadas por não respeitar esse cadastro do bloqueio de telemarketing — entre elas, operadoras de telefonia.

Como falamos há um mês, a iniciativa surgiu das próprias empresas de telecomunicações. “Percebemos que essa estratégia está afetando a nossa imagem”, disse, ao Globo, Carlos Duprat, diretor executivo do SindiTelebrasil, entidade que reúne as empresas do setor.

E as outras ligações de telemarketing?

Esse, porém, é só o primeiro passo. Leonardo Euler de Morais, presidente da Anatel, diz que a agência reguladora estuda como “combater os incômodos gerados por ligações mudas e realizadas por robôs, mesmo as de setores não regulados pela Anatel”. Se você não quer esperar até essas soluções chegarem, pode recorrer a aplicativos que ajudam a bloquear esse tipo de chamada, como o Whoscall e o Truecaller. Assim, pelo menos no celular dá para ter algum sossego.

[O Globo]