Depois da quebra brusca na semana passada, a empresa que faz a GDAX – casa de câmbio da moeda digital Ethereum – funcionar anunciou que pagaria todos os investidores que perderam algum dinheiro durante os minutos de pane. Se a performance da moeda nesta segunda-feira (26) indica algo para o mercado, a sensação ainda é de desconfiança por parte dos investidores.

• Como a criptomoeda Ethereum desvalorizou de US$ 320 para US$ 0,10 em minutos
• Craig Wright diz adeus e desiste de comprovar se é o criador do Bitcoin

A explicação mais razoável do porquê a moeda Ethereum caiu de US$ 311,46 para US$ 238,65 na segunda-feira é que uma correção de mercado está acontecendo. Os analistas argumentam que os investidores que viram suas apostas valer a pena decidiram que o começo dessa semana seria uma boa hora para tirar o dinheiro dali e correr. As criptomoedas mais populares mostraram grandes declínios.

A Ethereum, a segunda oferta de moeda mais popular disponível, era particularmente a mais vulnerável ontem. Ela não experimentou perdas absurdas, mas chegou perto disso, desvalorizando 19,79%. A quebra repentina que mencionamos e sua recente notoriedade fizeram com que muita gente ficasse de olho na flutuação da moeda. E alguns observadores colocaram a culpa da desvalorização em uma mentira espalhada por alguns caras no quadro /biz/ do 4Chan.

No domingo, uma publicação anônima surgiu no 4Chan:

Vitalik Buterin está morto. Pessoas de dentro estão descarregando a ETH. Uma batida de carro fatal. E agora temos a nossa resposta. Ele era o cara que segurava tudo. Será difícil para a ETH se recuperar, e toda a esfera de criptomoedas está em meio a um grande problema.

Vitalik Buterin é o jovem inventor do blockchain da Ethereum. Ao contrário do criador da Bitcoin, ele não esconde sua identidade. E ele não está morto. Além disso, ele não controla a rede descentralizada da Ethereum. Mas é ele a cara de sua própria criação, e alguns investidores ansiosos talvez tenham visto o rumor como uma boa hora para vender a moeda. Buterin logo foi ao Twitter para provar que estava vivo por meio do código mais recente do bloco do blockchain.

De acordo com os cálculos do Quartz, os acontecimentos da semana passada fizeram com que a moeda sofresse uma queda de US$ 4 bilhões em seu valor de mercado de moedas digitais. No momento desta publicação, a Ethereum está valendo US$ 215,33, o que ainda é mais do que os US$ 8,37 de janeiro, quando ela foi lançada.

Esse valor não é tão significante quando comparado com a Bitcoin que está a US$ 2.376,29. A moeda digital que começou toda essa onda também experimentou uma queda nos últimos dias, de 8,81%. O investidor e gerente de fundo de investimento especulativo Tim Enneking disse ao CoinDesk que a desvalorização da Bitcoin é o principal motivo pela atividade do mercado. “Quando a Bitcoin vê uma queda grande, como vimos nas últimas 48 horas, ela ainda tem a tendência de levar todo o mercado junto com ela”, disse ele.

O sócio da Union Square Ventures, Fred Wilson, está se sentindo otimista em relação ao longo prazo. “Meus instintos dizem que estamos em direção a uma venda pesada no setor de criptomoedas”, escreveu em um post em seu blog na segunda-feira. Ele diz que ainda está convencido de que será uma boa aposta nos próximos cinco ou dez anos. Ele também escreveu: “Eu erro muito”.

[CNBC, Quartz, CoinDesk]

Imagem do topo: Shutterstock