O drone experimental não-tripulado da Boeing, “Phantom Ray”, está programado para testes em 2010. Ou a Boeing está sem nomes de códigos que soam como militares ou ela também pegou o fanatismo por revistas em quadrinhos que assola Hollywood.

Não sendo surpresa para ninguém, o programa parente Phantom Menace Ray (X45-C) é custeado inteiramente pela DARPA com a marca de 942 milhões de dólares.

O Ray é projetado para fazer diversas coisas sozinho, inclusive vôos de bombardeio, vigilância e reabastecimento autônomo em ar. Velocidade máxima? 0,85 Mach. O teto é de 40 mil pés. Ele transporta até 2000kg, o que esperamos que não inclua nenhum talho nos seus ombros para seus designers humanos. A menos que a Jessica Biel esteja envolvida. Se estiver, corra pra lá. [Boeing, Imagem]