Aparentemente ninguém pensou em testar se uma bola lançada poderia chegar tão alto, então, quando o lançador AJ Trapasso, do Titans, chutou a bola e acertou o telão por baixo, nenhum dos juízes e assistentes soube exatamente o que fazer. Por algum motivo, essa não é uma jogada "analisável" (no futebol americano os juízes param o jogo e até assistem replay para tentar chegar a um acordo), mas mesmo que fosse, seria injusto com o time, já que é uma interferência do estádio e ninguém tem culpa. Se fosse em outro lugar, a bola passaria sem problemas.

Uma das soluções seria mudar as regras para especificar que uma jogada assim tenha de ser repetida, e isso implicaria na presença de um juiz cuja única função seria observar os voos da bola. Ou então os Cowboys de Dallas terão que aumentar a altura do telão para que ele não fique no caminho da bola, mas isto custaria facilmente uns dois milhões de dólares.

Minha sugestão é a seguinte: como o telão parece estar se tornando seriamente prejudicial à integridade do futebol americano, eu me voluntarizo a ficar com ele e acabar com o problema. O Dallas só precisa cobrir o frete. [ESPN]