Dormir de fim de semana é difícil. Meu apartamento fica na mesma rua que um bar barulhento e cheio. Uma boa noite de sono de sábado, então, está fora de cogitação. Bêbados barulhentos, os graves da música balançando meu prédio, e o barulho do meu ar-condicionado criam uma cacofonia praticamente impossível de ignorar. É terrível.

Mas a Bose acredita que seus “Sleepbuds”, fones de ouvido desenhados para usar durante a noite, que tocam ruído branco para mascarar sons desagradáveis, podem ajudar a aliviar a questão sem ter que apelar para a tecnologia de cancelamento de ruído. Eu entendo o apelo, mas um gerador de ruído de US$ 250 enfiado no meu canal auditivo realmente pode resolver meus problemas de sono?

Eu descobri que eles podem, mas há algumas arestas aqui e ali.

• [Review] – Sony WH-1000XM2, um fone premium com cancelamento de ruído não tão caro

Os Sleepbuds são pequenos. Sério, eu fiquei me perguntando como qualquer som poderia sair dali. Se você remove a bainha de borracha, eles são do mesmo diâmetro de uma moeda de um centavo. E, mesmo com a borrachinha, eles são ridiculamente pequenos, ainda que dê para você entender que são fones de ouvido.

A caixinha de carregamento é do tamanho de um disco de hóquei. Ela é bem chique. A tampa de cima abre com um deslize para fora. Dentro, alguns LEDs brancos e outros indicadores mostram o nível da bateria e se os Sleepbuds estão encaixados (magneticamente) corretamente aos pinos de carregamento.

Para carregar os fones, você precisa colocá-los na caixinha e plugá-la usando um cabo micro-USB (sério, gente?). Com um carregamento, você tem até duas noites (16 horas) de reprodução de áudio. O case tem sua própria bateria, que garante até uma recarga adicional para ajudar em seu descanso.

O fone vem com o trio padrão de borrachinhas de diferentes tamanhos. A Bose chama de pontas StayHear+. Elas foram feitas para bloquear sons ambientes, o que fazem bem e de forma confortável.

Por outro lado, dois ou três opções de tamanho opcionais seriam um acréscimo muito bem-vindo, principalmente quando se leva em conta que os Sleepbuds serão usados por longos períodos de tempo. As três opções que vêm com eles serviram bem nos meus ouvidos, mas podem não se encaixar bem nos seus.

O aspecto mais importante, claro, é como você se sente ao usar os fones. Pequenos demais e parece que vão cair durante qualquer virada na cama. Grandes demais e você terá que lidar com o eventual desconforto de tê-lo nos seus ouvidos durante horas de sono, além do que deitar de lado será bem desconfortável.

Como alguém que dorme com um único AirPod tocando podcasts de mais de uma década, eu já passei pela dor de virar na cama e forçar minha cabeça contra um fone. Meu travesseiro de espuma também não ajuda muito.

Mas e os Sleepbuds? Eles são confortáveis pra caramba. Quando eu digo que eles ficam bem nos ouvidos, eu quero dizer bem mesmo. Deitar de lado é surpreendente. Você realmente consegue fazer isso e dormir enquanto o áudio está tocando nos seus tímpanos.

Isso não quer dizer, porém, que eles são perfeitos. Toda manhã eu acordei com pelo menos um dos fones caído da minha orelha. Minha namorada também usou os Sleepbuds e sofreu com a mesma questão, mesmo depois de mudar as borrachinhas para tentar achar alguma que se encaixasse melhor.

Não sei se foi de virar na cama ou se eu inconscientemente tirei essas entidades estranhas do meu canal auditivo, mas isso é suficiente para me fazer questionar se eles seriam eficazes como despertador — eles também têm essa função.

Mas, para o começo da noite, que era quando eu mais precisava deles, os Sleepbuds se encaixaram muito bem e tocaram algumas boas faixas para tentar me fazer pegar no sono. Ele vem com um conjunto de 10 sons para você escolher. Tem desde o interior de uma cabine de avião até ondas quebrando na praia.

As gravações são pré-carregadas nos próprios fones, e a Bose diz que tem mais vindo por aí. Os sons foram projetados para mascarar certas frequências, particularmente aquelas mais incômodas e prejudiciais ao sono. O barulho do mar pode não servir muito bem contra um alarme de carro disparando, mas funciona perfeitamente para que você consiga dormir com alguém que ronca.

Em termos de qualidade de áudio, esses fones não vão ganhar nenhum prêmio pelos sons que tocam. Grilos, ondas e outros barulhos desse tipo não exigem o melhor em termos de fidelidade de áudio.

O case para carregar abre deslizando. Ele tem uma bateria que garante mais 16 horas de ruídos para dormir.

Mascarar ruídos é diferente de cancelar ruídos. O segundo depende de um dispositivo com vários componentes de hardware. Já o primeiro apenas ofusca sons irritantes tocando outros mais agradáveis dentro da sua orelha.

Como os áudios são pensados para se sobrepor aos ruídos irritantes que mantêm você acordado, a ideia é, em última análise, que você consiga desapegar dos barulhos desagradáveis e focar apenas na suave tranquilidade da natureza que está tocando no seu canal auditivo. Foi o que aconteceu comigo na maioria das noites.

O aplicativo do Sleepbuds é bem fácil de usar e a instalação não tem quaisquer obstáculos. Você pode colocar limites de tempo na reprodução dos sons, assim como ativar o modo de despertador (por motivos óbvios). O visual também é bonitão, mas ainda há algumas coisas para melhorar.

Primeiro, você precisa usar o aplicativo para ativar os fones, pelo menos por enquanto. Controlar o volume é outra dificuldade, pois o app não reconhece os botões de volume do seu smartphone. Você precisa abrir o aplicativo, escolher o que está tocando e ajustar manualmente o nível do som com um controle de deslizar.

É surpreendente que não haja nenhum recurso para ir abaixando o volume enquanto eu durmo. O som, ao menos, não incomoda nem um pouco, mesmo sendo a única coisa que dá para ouvir.

A caixinha da Bose é bem maior que a dos AirPods, da Apple. Só uma delas se destina a caber no seu bolso.

Felizmente, a Bose diz estar desenvolvendo um modo phone-free. Assim, você vai poder deixar seu celular de lado, colocar seus Sleepbuds e dormir. Mesmo assim, alguns controles do dispositivo poderiam estar na caixinha de carregar. Seria bastante útil, já que pegar o celular no meio da noite para dormir melhor parece um contrassenso.

Então, você deve comprar os Sleepbuds? Se você precisa de uma máquina de ruído branco para te levar para terra dos sonhos toda noite, a resposta é sim. Dá para usar durante um voo e tirar um cochilo, por exemplo. Também é melhor do que usar um alto-falante para tocar ruído branco, especialmente se você dorme com alguém que prefere o som ambiente.

Eles são bem pequenos, mas têm bateria suficiente para duas noites de sono com uma única carga.

Em um mundo em que seu smartphone quer ser seu aparelho para tudo, de fotos da família até pagar contas, um dispositivo que só faz uma única coisa é uma mudança de ritmo muito bem-vinda. Ainda mais quando ele cumpre bem sua única tarefa.

O problema é que esses brinquedinhos são bem caros. Eu adoro dormir, como qualquer insone, mas US$ 250 é muito dinheiro por alguma coisa que nem cancela o ruído, só faz outro barulho para se sobrepor a ele. Se fosse uma centena de dólares mais barato, era para comprar um imediatamente. Por enquanto, com esse preço, depende muito do quanto você valoriza uma boa noite de sono.

Resumo

  • Design muito bem pensado, mas um USB-C seria melhor.
  • Colocar no seu ouvido é mais fácil do que tirar.
  • Mais tamanhos de borrachas, mais cores e mais sons seriam o ideal.
  • Poder colocar seus próprios sons também seria bem bacana.
  • Você pode sentir falta de ouvir música ou podcasts para dormir, mas aí depende de você.

Imagens: Patrick Lucas Austin