Dois rapazes do Reino Unido foram condenados por pirataria de filmes. Philip Danks, responsável por filmar Velozes e Furiosos 6 em uma sala de cinema e distribuir pela internet, cumprirá 33 meses de prisão. Já Michael Bell, namorado da irmã de Danks, participou da distribuição da cópia ilegal do filme e cumprirá 120 horas de serviços comunitários.

O upload de Danks foi baixado 700.000 vezes e, segundo a Universal Pictures, distribuidora do filme, causou prejuízo de £$ 2,5 milhões. E Danks também ganhou uma graninha com o golpe – ele vendeu DVDs com sua gravação por £1,50 e faturou mais de £1.000 com isso.



O interessante no caso é a forma como a Universal Pictures chegou a Danks. Ao postar o filme na internet, ele deixou a sua marca “TheCod3r”. Uma rápida busca na internet por “TheCod3r” chegou ao perfil do rapaz em um site de namoro – e, assim, a polícia e a Universal conseguiram determinar que de fato o upload era dele.

E era mesmo. Danks foi detido seis dias após o upload original, e continuou distribuindo sua versão pirata mesmo depois disso. O fato dele ter obtido lucro – mesmo que seu advogado tenha argumentado que não foi muita coisa – e uma mensagem postada no Facebook, onde ele falou “f***-se Universal Pictures” não ajudaram muito no seu caso, e no fim das contas ele vai ter que passar um tempo na prisão. [ArsTechnica]