“Este plugin não é suportado”. Talvez você tenha se deparado com essa mensagem – ou pior, com um espaço em branco – ao navegar pela internet no smartphone ou tablet. Isso geralmente é causado pelo Flash, cujo suporte oficial da Adobe acabou no Android 4.0 e nunca existiu no iOS e Windows Phone.

Sim, há alguns jeitinhos para rodar conteúdo Flash em smartphones, só que a maioria das pessoas não usa. Por isso, o Google vai colocar um aviso na busca móvel quando um site depender do plugin:



search result google flash

Vale notar que o resultado não será ocultado da busca. No entanto, será ligeiramente mais difícil acessá-lo: você precisa tocar em “tentar mesmo assim” – aparentemente, não adianta tocar no nome do site, como de costume.

E se o site usar o Flash na versão desktop, mas não na versão móvel, o Google não exibe alertas. É o caso, por exemplo, do site da coreana Domobio: no laptop, ele baixa um arquivo Flash de 5MB; no celular, ele tem uma interface bem melhor – e que dispensa o plugin.

O algoritmo do Google sempre analisou o conteúdo de cada página indexada, mas eles também ficam de olho nos componentes – como CSS, JavaScript e plugins. Por isso, eles sabem quando boa parte do site é um arquivo .swf que seu smartphone ou tablet (muito provavelmente) não vai carregar.

navdrawer

Essa é mais uma forma de o Google estimular o design responsivo, apresentado no evento I/O, que se adapta a qualquer tamanho de tela – o Flash não é muito bom nisso.

Os avisos começaram a aparecer esta semana, mas não para todos os usuários: geralmente, o Google começa na versão americana, e expande para outros idiomas. [Google via TechCrunch via Engadget]

Foto por John Karakatsanis/Flickr