Em 2009, a Agência Espacial Japonesa JAXA anunciou um buraco na lua profundo o suficiente para conter uma pequena base humane. Agora, a Organização de Pesquisa espacial Indiana descobriu uma “câmara subterrânea gigante” perto do equador da Lua, na área do Oceanus Procellarum.

A enorme caverna – descoberta pela espaçonave Chandrayaan-1 – tem mais de uma milha de comprimento (1.7 km) e 120 metros de largura. Para efeito de comparação, o buraco vertical que a JAXA descobriu tinha apenas 65 metros de largura 88 metros de profundidade. Essa nova câmara é grande o suficiente para conter uma pequena cidade lunar ou uma base secreta nazista com algumas centenas de OVNIs.

Os pesquisadores indianos publicaram um artigo detalhando suas descobertas e falando sobre a possibilidade de fazer desta caverna subterrânea gigante uma futura base humana. A instalação seria protegida de radiação, impacto de micrometeoros, poeira, e mudanças extremas de temperatura pela estrutura de lava:

Lava fornece um controle natural do ambiente com uma temperatura quase constante de menos 20 graus Celsius (-4 graus Fahrenheit), diferente da superfície lunar que mostra variação extrema de temperatura, com máximo de 130 graus Celsius (266 graus Fahrenheit) e um mínimo de menos 180 graus Celsius (-292 graus Fahrenheit) no seu ciclo diurno (dia-noite).

Eles também apontam que, como a câmara fornece a estrutura, os exploradores precisariam de um mínimo de construção, sem ter o custo adicional de ter que usar defesas contra o perigoso ambiente lunar.

http://www.youtube.com/watch?v=K2tGbsQkIc0

Se os humanos chegarem a colonizar essa câmara, eu espero que eles chamem a cidade de Attilan. [Silicon India]