Animais selvagens de diferentes espécies que se aventuram juntos são uma ficção inventada por filmes de animação – será? Um novo vídeo, no qual um coiote e um texugo são vistos passeando juntos à noite, nos faz questionar a realidade como a conhecemos.

O vídeo, compartilhado no Twitter pelo Peninsula Open Space Trust (POST), mostra um coiote e um texugo usando um bueiro para viajar sob uma estrada perto de Gilroy, Califórnia. Durante a cena de 13 segundos, o coiote assume uma postura divertida, como se persuadisse o companheiro peludo a se apressar e segui-lo até o túnel escuro. A dupla então entra no túnel, parecendo totalmente à vontade um com o outro, no que parece ser uma nova produção da Disney em CGI hiper-realista.

Tradução: Essa é a melhor coisa que você vai ver hoje! Nossas câmeras de vida selvagem capturaram um coiote e um texugo juntos – é a primeira vez que esse tipo de comportamento foi capturado na área da baía de São Francisco”.

Essa é “a primeira vez que esse tipo de comportamento foi capturado na área da baía de São Francisco”, segundo o tuíte. O grupo – uma organização sem fins lucrativos dos EUA que protege espaços abertos para a vida selvagem – está atualmente executando um programa que usa câmeras para registrar a maneira como os animais interagem com as principais estradas próximas ao extremo sul das montanhas de Santa Cruz.

Usando essas câmeras, o grupo capturou vídeos de gambás, linces, guaxinins e outros animais usando bueiros e áreas sob pontes como passagens. Sem esses espaços de viagem seguros, os animais podem ser mortos enquanto tentam atravessar ruas movimentadas ou ficar isolados geneticamente de suas próprias espécies.

“Nosso projeto está focado em identificar as faixas de habitat que a vida selvagem está usando para navegar até esses recursos de vegetação rasteira e também para saber se existem locais onde há concentrações de colisões entre veículos e animais selvagens”, disse Neal Sharma, gerente do Programa de Ligações de Vida Selvagem do POST, em uma postagem recente no blog do POST. “Essas são dinâmicas importantes de entender, para que os esforços regionais de conservação possam levá-las em consideração”, disse ele, acrescentando que “sempre descobrimos que os animais são capazes de localizar e usar recursos que lhes proporcionam uma passagem segura sob a superfície da estrada”.

Aparentemente, a parceria coiote-texugo não deveria surpreender. O cinegrafista Russ McSpadden, que tuitou o vídeo hoje mais cedo (pelo qual ele recebeu 7,5 milhões de acessos em apenas 18 horas), disse: “coiotes e texugos caçam juntos”.

Um artigo de 2016 do US Fish & Wildlife Service descreve o comportamento:

Sabe-se que coiotes e texugos caçam juntos e podem ser mais bem-sucedidos em caçar pradarias e esquilos quando trabalham em conjunto. Estudos mostraram que essa relação incomum é benéfica para ambas as espécies. O coiote pode perseguir presas se correr e o texugo pode cavar em busca de presas que entram no subsolo em seus sistemas de escavação. Cada parceiro nesta dupla improvável traz uma habilidade que o outro não possui. Juntos, eles são escavadores mais rápidos e melhores do que os roedores escavadores que caçam.

Assim, combinando seus poderes únicos, o coiote e o texugo são maiores que a soma de suas partes. E se surgir uma amizade divertida como consequência dessa união entre espécies, melhor ainda. Vão em frente, coiote e texugo, e boa sorte em sua próxima aventura.