A Panasonic Lumix GM1 é a primeira em uma nova linha de câmeras mirrorless com lentes intercambiáveis ​​que priorizam estilo e portabilidade, em vez de funções chamativas. Ela é quase tão pequena quanto uma point-and-shoot!

A GM1 é notável principalmente por seu tamanho minúsculo, equivalente ao volume que ocupa uma point-and-shoot avançada de bolso: são apenas 98,5 x 54,9 x 30,4 mm. E ela pesa apenas 173g. Uau.



E não menospreze o design e engenharia necessários para reduzir o tamanho: a câmera contém o mesmo sensor micro quatro-terços de 16 megapixels presente na Panasonic GX7 – só que esta câmera é muito menor. Representantes da Panasonic afirmam que ela tem “quase o mesmo desempenho da GX7”, mas, como veremos, não dá para reduzir o tamanho sem remover recursos.

Por exemplo, a Panasonic diminuiu o tamanho do obturador: ele é 80% menor do que o presente na GX7. Por isso, o obturador opera mecanicamente apenas até 1/500 de segundo. Mais rápido que isso, e a câmera usa um obturador virtual, recolhendo amostras do sensor de imagem. A desvantagem: isso deixa bastante margem para erros de processamento e distorções.

Em parte, a GM1 é pequena por causa de sua lente 12-32mm f/3.5-5.6, projetada especificamente para a nova série GM. Você não vai acreditar como ela é pequenina. Mas, novamente, existem desvantagens no tamanho: não há anel na lente para foco manual. Você tem que usar a touchscreen LCD basculante de 3 polegadas, só que a interface é meio lerda demais para ser prática.

A Panasonic conseguiu reduzir o tamanho mas, infelizmente, não o preço. A Lumix GM1 vai custar US$ 750 com a lente kit, aproximadamente o mesmo que a potente point-and-shoot Sony RX100 II. As duas câmeras têm aproximadamente o mesmo tamanho, então você tem que se perguntar: melhor uma point-and-shoot quase perfeita, ou uma mirrorless com lentes intercambiáveis que compromete alguns recursos para ser menor?

A GM1 será lançada em novembro nos EUA e Reino Unido. [Panasonic]