Provavelmente você já passou pelo desafio de cancelar uma linha de telefone: não há como fazer isso pela internet; você é redirecionado para mil atendentes; o atendimento demora ou a ligação “cai”. É um inferno! Felizmente, a Anatel quer acabar com isso – mas você terá que esperar até 2014.

Segundo o Estadão, até 15 de novembro a agência vai aprovar um novo regulamento para as empresas de telefonia fixa, celular, internet e TV por assinatura.



Nele, o processo de cancelar serviços é mais simples: vá até o site da empresa e cancele o serviço. Ou, se você resolver ligar para o atendimento ao cliente, escolha a opção “cancelar”: tudo será feito de forma automática, apenas pressionando uma sequência de números, sem que você precise falar com um atendente.

No entanto, você não estará totalmente livre da empresa. João Rezende, presidente da Anatel, diz que a empresa poderá ter 48 horas para reconquistar o cliente. Ou seja, após o cancelamento, a operadora ainda ligaria para você oferecendo uma contraproposta – o que pode ser vantajoso ou apenas uma pentelhação, dependendo do motivo pelo qual você cancelou o serviço.

A Anatel ainda está com a ideia de repassar seus custos de call center – R$ 20 milhões anuais – para outras empresas. Sabe aqueles casos que sua operadora só resolve quando você liga para a Anatel? Então, ela pagaria por isso. Rezende propõe cobrar delas cerca de R$ 10 milhões.

O novo regulamento deve valer 90 dias após a sua divulgação; ou seja, estas regras para o cancelamento devem vigorar só no início de 2014. Antes tarde do que nunca, certo? [Estadão. Foto: barracuadz/Flickr]