O artista Jorge Colombo levou mais ou menos uma hora para pintar "a dedo" uma complicada cena da Times Square no seu iPhone, usando o app de desenho Brushes, de U$4,99. Aí ela virou a capa da The New Yorker.

Eu acredito que os editores da revista viram algum simbolismo na coisa toda, mas conseguir emplacar uma capa da New Yorker é o tipo de honraria que define toda a carreira para muitos ilustradores. Não é querer dizer que esse tipo de coisa não é impressionante – porque é -, mas não consigo deixar de imaginar um editor velho e ranzinza de 93 anos no último andar da editora, vendo um iPhone pela primeira vez na mão de um estagiário e gritando "quero alguma coisa a ver com essa TRAQUITANA na próxima capa! Qualquer coisa!"

Ah, também tem isso: por algumas semanas, a revista tem veiculado anúncios de página inteira sobre a App Store na contra-capa, fazendo com que esta edição em particular seja um sanduíche de iPhone. Conspiração!?!? (Não.)

De volta ao assunto, você pode ver como a pintura foi feita, do início ao fim, no vídeo abaixo – que foi gravado com o melhor amigo do Brushes, o Brushes Viewer. [New Yorker]