Um dos principais medos de quem dirige é se descuidar e acabar colidindo com algum carro mais caro que seu próprio veículo. Imagina só, então, bater em um avião? Foi exatamente isso que aconteceu com um carro autônomo da empresa Tesla, que bateu em nada menos que um jatinho.

O caso aconteceu no aeródromo Cirrus em Felts Field, em Spokane, Washington. O carro  autônomo modelo “Model Y” teria se chocado com o avião após ser “chamado” pelo seu dono. O problema é que o avião de modelo jato é avaliado em US$ 2 milhões.

O dono acionou o aplicativo da Tesla “Smart Summon”, que permite que o carro venha até o proprietário em uma distância de até 60 metros. Só que algum erro no sensor fez que o veículo simplesmente não identificasse a presença do avião. Resultado? Ele acabou passando “por cima de tudo”.

Em um vídeo publicado no Reddit, é possível ver a hora da colisão. Apesar de não estar em alta velocidade, o carro chega a tirar a aeronave do lugar. Ela roda cerca de 90° até o carro fabricado pela empresa de Elon Musk parar totalmente.

Someone just crashed into a Vision Jet!!! from flying

Mas o que causou o erro? O mais provável é que câmeras e/ou sensores instalados no Tesla podem não ter detectado o avião porque a parte da aeronave que o carro atingiu estava no ar. Até que faz sentido, mas o caso continua sendo bizarro.

O fato é que esse deve ser o primeiro incidente que envolve um automóvel e uma aeronave no mesmo acidente.

O aplicativo que falhou é um recurso oferecido pela Tesla desde 2019. Não é a primeira vez que a tecnologia falha. Mas, até então, só foram relatados problemas de lentidão.