Um carro da Tesla modelo S pegou fogo e deu bastante trabalho aos bombeiros na cidade Rancho Cordova, na Califórnia, semana passada.

O modelo da montadora de Elon Musk estava parado há três semanas em um ferro velho. O carro já estava bastante danificado por causa de uma colisão sofrida em um acidente, dias atrás. E, de forma espontânea, sem motivo aparente, começou a pegar fogo.

A liberação de gás no compartimento da bateria fez com que os bombeiros encontrassem dificuldades: todas as vezes que o fogo, aparentemente, tinha sido controlado o carro entrava em chamas novamente.

A solução foi abrir um buraco, encher de água e colocar o carro dentro — conseguindo, assim, acesso ao compartimento da bateria e controle do fogo. Em comunicado do Instagram, os bombeiros chamaram o ato para cessar o fogo de “pensar fora da caixa”.

A operação salva-Tesla demandou cerca de 4.500 galões de água. A quantidade de água é semelhante a usada para apagar um incêndio em um prédio.

O capitão Parker Wilbourn, porta-voz do corpo de bombeiros, disse ao jornal The Washington Post que o departamento ainda não chegou a uma conclusão sobre o motivo do incêndio. O profissional acrescenta dizendo que carros elétricos são algo novo para eles, e que se preparam para novos casos parecidos.

Essa não é a primeira vez que os carros da Tesla incendeiam. Em novembro de 2021, um Model 3 pegou fogo enquanto estava sendo recarregado em uma casa na cidade de Maple Glen, no estado da Pensilvânia, também nos Estados Unidos.

A Tesla não se manifestou ao pedido de pronunciamento do Washington Post.