O BLE, agora batizado de Bluetooth 4.0, deverá ser uma revolução do sistema. Mais veloz e com menos comprometimento de bateria — a promessa é de 2 anos de duração — a conexão com o celular servirá para mostrar na tela do relógio mensagens de texto, e-mails, ligações que você está recebendo — ideal para quando você estiver com muita preguiça de tirar o aparelho do bolso.

Como nós já adiantamos na CES, ainda há poucas habilidades para os relógios com Bluetooth 4.0 — mas o que eles fazem, eles fazem muito bem. A promessa da Casio é que o relógio seja capaz de exibir informações de trânsito, localização de hospitais e informações de espetáculos. A empresa ainda não divulgou preços nem data de lançamento do novo G-Shock — eles ainda preferem chamá-lo de protótipo. Mas quem sabe o relógio conectado com smartphone não será o relógio com calculadora (ou até o que falava o horário em espanhol) de nossos tempos?