Os pesquisadores da gélida estação do Laboratório de Física Aplicada em Gelo (ALERTA DE NOME DE EMPREGO DESCOLADO ATIVADO) devem sofrer muito. Temperaturas sempre negatvias, a obrigação de fazer xixi em caixas de madeira, tomar cuidado com os ursos, essas coisas. Sabe o que pode ser chato também? Usar uma serra-elétrica no gelo para achar um submarino.

Parte da pesquisa da estação no Alasca envolve comunicação com submarinos que navegam nas profundezas do oceano. Ocasionalmente, um deles para perto do local. Na foto, o submarino USS Connecticut, movido à energia nuclear, da classe Seawolf, tenta alcançar a superfície — com a ajuda de um funcionário com uma serra-elétrica. Cuidado para não cortar muito fundo. [via The Atlantic, Foto: Reuters/Lucas Jackson]

O Gizmodo Brasil pode ganhar comissão sobre as vendas. Os preços são obtidos automaticamente por meio de uma API e podem estar defasados em relação à Amazon.