Existe overclock, e existe OVERCLOCK. É legal fazer overclock em um Ryzen 9 5950X novinho, mas isso parece brincadeira de criança perto do que fizeram com um Intel de 14 anos. De acordo com o TechSpot, um usuário do site HWBot.org identificado como ivanqu0208 pegou um Intel Celeron D 347 — um processador single-core, single-thread, que foi lançado originalmente no final de 2006 — e aumentou sua frequência de 3,06 GHz para 8,36 GHz.

Para colocar isso em perspectiva, o maior overclock do Core i9-10900K, de 10ª geração, que tem clock base 3,70 GHz, clock boost de até 5,30 GHz, 10 núcleos e 20 threads, foi de 7,71 GHz, de acordo com a HWBot e a CPU-Z OC World Records. E esse processador não tem nem um ano!

Para que qualquer CPU funcione muito mais rápido do que a velocidade padrão, ela precisa ficar fria. Muito fria. Entusiastas do overclock costumam derramar nitrogênio líquido sobre a CPU ou envolvê-la com blocos da substância para mantê-la fria enquanto realizam sua mágica. Sem isso, velocidades acima de 8 GHz não seriam possíveis.

Se uma CPU ultrapassar sua temperatura máxima de operação, a placa-mãe geralmente desliga o PC para evitar qualquer dano permanente ao processador. Isso torna o feito com um processador de 14 anos ainda mais impressionante.

Essa velocidade de 8,36 GHz é impressionante, mas não é a mais rápida já registrada. Em 2014, funcionários da AMD conseguiram atingir 9,72 GHz com um chip Piledriver FX-8470 e entraram para o Livro Guinness dos Recordes.

Essa CPU foi lançada em 2014, ou seja, ela é um pouco mais recente que o Celeron D 347. Além disso, ela tem muito mais núcleos e threads. Mas há alguma discrepância nos recordes. De acordo com o CPU-Z OC World Records, que permite aos usuários enviar pontuações para serem verificadas, a marca mais alta já alcançada é de 8,8 GHz, com o processador FX-8350, também da AMD.

Na época de seu lançamento, os processadores Celeron D 347 se tornaram populares entre os overclockers por causa da facilidade de aumentar a velocidade. Impurezas aleatórias no silício podem afetar a frequência que dá para atingir, mas o Celeron D 347s parecia ser bem bom nesse aspecto. As pessoas ainda gostam de fazer overclock! Felizmente, ainda dá para conseguir acelerar um pouquinho o processador sem precisar de nitrogênio líquido.